Inicio Notícias Entenda o que são Stablecoins

Entenda o que são Stablecoins

-

Compartilhe

Stablecoins são essencialmente uma criptomoeda com um preço fixo. A idéia por trás delas é que as criptomoedas não podem alcançar a adoção em massa se sofrerem de inflação diária de dois dígitos, e já que as stablecoins não sofrem a mesma volatilidade que as outras criptomoedas, elas podem ser usadas ​​como um meio de pagamento no mundo real.

O Bitcoin é muito criticado porque suas taxas e volatilidade tornam impraticável a compra de uma xícara de café, as stablecoins pretendem solucionar este problema.

No whitepaper do Bitcoin, a visão de Satoshi era criar o “dinheiro digital”, mas o Bitcoin hoje é tratado como uma “reserva de valor”, uma espécie de ouro digital, a criptomoeda raramente é usada como um meio de troca diário.

A criação de uma criptomoeda estável é considerada o programa de convexidade mais alto na criptografia porque o mercado total endereçável é todo o dinheiro do mundo, uma vez que elas pretendem ser um dinheiro digital global livre de leis.

- Publicidade -

Isso torna o mercado endereçável das stablecoins muito maior do que o Bitcoin.

A maioria das transações com criptomoedas stablecoins acontecem com a TrueUSD (TUSD) e Tether (USDT).

Stablecoins e “dinheiro”

Os projetos de Stablecoin podem ser uma solução global melhor do que o Bitcoin porque oferecem uma solução melhor para a definição de “dinheiro”.

Há menos risco de depreciação, e a teoria é que será um melhor meio de troca devido à menor volatilidade.

A definição de dinheiro baseia-se em três critérios simples:

  1. Reserva de valor : Uma forma de manter um saldo sem depreciação;
  2. Unidade de conta : Um sistema contábil;
  3. Meio de troca : Pode facilitar uma venda com um valor acordado por todas as partes.

Ao pensar em tokens de pagamento (qualquer token onde seu único caso de uso é pagar pelo serviço que sua plataforma específica oferece) faz sentido substituir esse token por uma stablecoin.

Se fosse uma altcoin qualquer, o usuário final teria que se sujeitar a volatilidade de preço.

Como funciona uma stablecoin?

Os especialistas em criptografia e monetária chegaram a um acordo de que há quatro recursos necessários para se criar um caixa digital global sem dinheiro fiat:

  • Estabilidade de preços
  • Escalabilidade
  • Descentralização
  • Privacidade

Existem três abordagens fundamentais para se projetar stablecoins:

1. Emissão centralizada

Uma empresa centralizada mantém dinheiro em uma conta ou cofre e emite tokens que representam esse dinheiro.

Por exemplo, uma empresa mantém dólares em uma conta e emite tokens digitais pareados nos dólares guardados, onde o detentor pode solicitar dólares para seus tokens a qualquer momento.

Esse design é fácil de se conceituar e o valor do total de tokens deve corresponder ao total de dólares guardados.

O problema é que este sistema é caro e lento de se auditar, é preciso haver confiança na terceira parte que está mantendo as reservas; um outro terceiro precisa ser confiável para conduzir uma auditoria – é uma solução centralizada em um ecossistema que está tentando escapar do mundo centralizado.

Dois exemplos de projetos como este são Tether (USDT) e TrueUSD (TUSD).

Veja, o problema que a Tether enfrentou sob acusações de manipulação de preço.

2. Garantia Suportada

Uma entidade pode travar ativos descentralizados em um contrato inteligente na blockchain e emitir tokens que representam uma reivindicação sobre esses ativos.

Por exemplo, uma carteira de ETH, BTC, XMR e XRP no qual cada token representa uma propriedade proporcional de US $ 1 no valor desses ativos.

Neste projeto, a garantia precisa ser bloqueada quando há excesso da quantidade de moedas paralelas criadas para compensar a volatilidade do ativo subjacente porque os ativos podem perder valor rapidamente; fazendo com que a stablecoin fique sub colateralizada (Exemplo, US $ 150 em Ethereum travados no contrato para sacar US $ 100 em stablecoin).

Este é um projeto interessante porque não é necessária a custódia de terceiros e é transparente, sem a necessidade de uma auditoria, o problema é que a seleção de ativos colaterais é difícil, o que questiona a estabilidade de preços da stablecoin no longo prazo.

Também é ineficiente em termos de capital, devido à necessidade de contabilizar a volatilidade das criptomoedas.

Os projetos que usam esse método são: Bitshares (BTS), Maker (DAI) e Havven (HAV).

3. Ações de senhoriagem

Uma entidade pode usar uma política monetária semelhante ao Sistema da Reserva Federal, que expande e contrai o fornecimento da moeda através de algoritmos para manter o preço estável.

Essas moedas não são apoiadas por outra coisa senão a expectativa de que elas manterão um valor estável.

Uma alocação inicial da stablecoin é criada, você coloca a moeda em um ativo como o dólar, e então o fornecimento da moeda muda de forma algorítmica com as flutuações da demanda.

Este é o método preferido dos acadêmicos porque não há garantias exigidas e é independente de outras moedas, o maior desafio é projetar um algoritmo que expanda e contraia a oferta de forma descentralizada (especialmente para posições curtas).

O maior projeto que usa esse método é Basis, uma stablecoin que arrecadou mais de US $ 130 milhões em fundos. A empresa foi iniciada por uma grande equipe de graduados em ciência da computação que têm experiência em finanças quantitativas e trabalharam no Google.


STABLECOINS:

Veja uma descrição das principais stablecoins do mercado:

TETHER

A stablecoin mais conhecida até hoje é a Tether (USDT).

Tether é atrelado ao dólar americano e é negociado em todas as maiores corretoras de criptomoedas.

O conceito é simples, para cada USDT existente, o Tether afirma deter um dólar americano no banco.

Tether nunca provou realmente que estes dólares existem.

Os últimos auditores (Friedman LLP), contratados para tranqüilizar a todos, encerraram o relacionamento com a Tether, causando uma queda significativa no valor total do mercado de criptomoedas quando a notícia foi divulgada.


TrueUSD (TUSD)

Semelhante ao Tether, este é um token apoiado em dólar que foi implementado com um token ERC20 em sua Trust Token Platform.

A principal diferença em termos de segurança é que eles têm dólares em várias contas como garantia para reduzir o risco do usuário e fornecer proteção para os detentores de token com auditoria regular.

A equipe não tem acesso aos fundos, é controlada pelas empresas fiduciárias terceirizadas.

A plataforma Trust Token também planeja construir outras moedas fiduciárias e tokens garantidos por ativos, por exemplo, Gold, TrueYen, TrueEUR, etc.

A natureza descentralizada do token entra em questão aqui, pois ainda está atrelada a moedas fiduciárias centralizadas.


BASIS

Basis levantou US $ 133 milhões em investimentos privados. Eles planejam usar os mesmos princípios econômicos que os bancos centrais usam atualmente para criar um banco central algorítmico.

 

Semelhante ao sistema que usamos hoje, os participantes poderão comprar um título de basis quando o preço for inferior a um dólar.

A moeda básis será então destruída para reduzir o suprimento e aumentar o valor da moeda para um dólar.

Se o cenário oposto ocorrer e o valor precisar ser reduzido, a Basis poderá aumentar a oferta.

Sua principal característica é que ela será controlada por algoritmos em vez de um banco central.

Isso exigirá confiança no algoritmo e uma mudança menos radical no sistema atual (que muitos entusiastas da criptografia entraram no espaço para mudar).


Havven (HAV)

A idéia por trás da Havven é ter uma moeda estável totalmente descentralizada que não esteja atrelada a uma moeda fiduciária.

A rede de Havven consiste em dois tokens:

  1. O Haven Token – destina-se a fornecer garantia e seu valor é gerado pelas taxas da rede.
  2. Nomins (a moeda estável) – será apoiado pela garantia do Token Havven. Os participantes precisarão bloquear seus tokens Havven em um contrato inteligente para que sejam emitidos nomins. As taxas de transação dos Nomins retornarão aos detentores dos tokens de Havven como recompensa pelo respaldo ao sistema.

A moeda não está diretamente ligada a uma moeda centralizada.


MakerDao (DAI)

O Dai foi criado para ser atrelado ao dólar americano e apoiado por um ativo.

Para criar e obter Dai, os usuários precisam bloquear seus ativos, por exemplo, ETH, no sistema.

A estabilidade é obtida por taxas de juros dinâmicas e autônomas que reagem às condições emergentes do mercado e alteram as taxas e incentivos para usar o sistema.

O sistema usa um contrato inteligente chamado CDP (Collateralized Debt Position).

Os usuários criam um CDP, o sistema emite o Dai que é gasto pelo usuário.

O usuário então reembolsa o Dai de volta mais uma taxa para recuperar a garantia.

Se o valor do ativo indexado cair, o sistema liquidará o CDP, a fim de manter a integridade da rede e o valor do Dai em relação ao dólar americano.


Veja também: GoMoney, stablecoin brasileira

Stablecoins podem substituir altcoins para um ecossistema mais amigável. Isso fará com que os aplicativos blockchain sejam mais fáceis de usar, pois os usuários não precisam estar sujeitos à volatilidade do mercado.

Elas também permitem que mais saldos sejam mantidos em moedas digitais.

Os governos globais verão essa tendência e ajudarão a pavimentar a estrada por meio de uma legislação favorável.

Existem ideias diferentes pela quantidade de descentralização dentro do protocolo e se a moeda está atrelada a um ativo centralizado.

O que podemos ter certeza é que, a partir das possibilidades que nos foram oferecidas até hoje, haverá uma escolha entre o que os usuários preferem.

Por exemplo, uma corretora mais centralizada pode preferir uma moeda estável centralizada em dólar, como o Tether, uma corretora descentralizada pode preferir uma opção mais descentralizada, como a Havven, que não está atrelada a uma moeda fiduciária.

Também resta saber se essas moedas estáveis ​​serão usadas como reserva de valor ou um verdadeiro meio de troca de bens e serviços.

A queda do mercado de criptomoedas nos últimos meses pode tornar as moedas estáveis ​​uma opção viável para investidores.


Fontes: CryptoBriefing  ! Medium

XDEX: Negocie bitcoin com TAXA ZERO. Aproveite também para negociar outras 6 criptomoedas com as menores taxas do mercado. Abra sua conta, é grátis!
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter para começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.

MAIS LIDOS

Justiça criminal vai julgar acusações de pirâmide financeira contra a Unick Forex

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou uma denúncia contra a Unick Forex. A empresa, que já foi acusada de ser uma “pirâmide financeira”, foi...

Operação da PF derruba negócio da Indeal

A Operação Egypto foi deflagrada na manhã desta terça-feira (21) envolvendo cerca de 150 agentes. A investigação procura desmantelar os negócios da Indeal, com...

Preço do Bitcoin vai valer US$ 55 mil? Saiba quando isso pode acontecer no mercado

O aumento do preço do bitcoin parece inevitável. Segundo informações de analistas do mercado, a criptomoeda deverá chegar em US$ 55 mil em breve....
 
Compartilhe