Apesar de queda hoje, Bitcoin pode subir até U$ 42 mil?

Como os traders estão vendo o Bitcoin?

Siga no

O Bitcoin (BTC) está em queda mais um dia, mas um trader afirmou que o preço pode subir até U$ 42 mil. Entretanto, segundo outro analista, com a perda do suporte em U$ 10 mil, os preços do Bitcoin hoje estão sob pressão. Em um cenário com tantas informações divergentes, os traders seguem com a cautela em alta.

Cabe o destaque que essa queda tem sido esperada por vários analistas, que tem observado o suporte do Bitcoin de perto. Entretanto, há dados que mostram que a moeda está mais forte desde a última “bull run” (mercado de alta).

Bitcoin hoje segue em queda, mas há quem acredite que o preço irá subir

O CEO do fundo de hedge e investimentos cripto Pantera Capital, Dan Morehead, disse em qum podcast que os preços do Bitcoin irão subir muito. Isso porque, de acordo com o CEO, em 2019 os preços chegarão em U$ 42 mil.

Além disso, em uma extrema valorização de preços, em 2021 o Bitcoin chegará a valer U$ 356 mil. Isso indicaria um crescimento exponencial dos preços da moeda digital, algo que o CEO disse não ser incomum neste mercado.

(U$ 42.000, U$ 122.000 e U$ 356.000) soam loucos, mas (em) nossa primeira pesquisa que escrevemos sobre o Bitcoin, previmos que seria de U$ 5,000, e quando chegou a 100 dólares, todo mundo achava que era totalmente louco. Entretanto, olhar esses números em 2 ou 3 anos no futuro, as pessoas olharão para trás e dirão, “oh sim, isso faz sentido”, continuou ele.

Cabe o destaque que desde o último mercado de alta, em 2017, o Bitcoin evoluiu sua tecnologia. Segundo dados da Blockchain.info, a segurança da rede Bitcoin atingiu recordes neste mês de julho.

Criptomercado pode ser promissor no longo prazo, mas curto prazo tem preocupado traders

Apesar do olhar para o futuro com entusiasmo por parte de alguns investidores do Bitcoin, o curto prazo não anda tão animador assim. Isso porque o Bitcoin segue em queda, operando em cerca de U$ 9,700 no momento da escrita deste.

De acordo com Aayush Jindal, o suporte do Bitcoin poderá cair para U$ 9 mil em breve. Além disso, no gráfico de 4 horas (BTC/USD) na Coinbase, uma resistência tem se formado em U$ 10,800. O analista disse ainda que o suporte em U$ 9 mil poderia ser rompido. Caso se confirme, mais quedas podem acontecer nos preços em relação ao Dólar (USD).

Finalmente, o criptomercado segue de olho nos preços do Bitcoin. Para muitos, o cenário pode ser uma correção em busca do próximo crescimento. Para muitos, o mercado bear pode estar na espreita novamente. De qualquer forma, o receio tem aumentado, chegando em uma linha de “medo extremo” do Bitcoin.

Fonte: https://alternative.me/crypto/fear-and-greed-index/

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Vídeo com Deepfake da Ruja, líder da Onecoin, promete novo golpe com Bitcoin

‘Rainha do Bitcoin’ está de volta? Suposto vídeo de líder é publicado no Youtube

Um vídeo publicado no YouTube afirma que Ruja Ignatova, conhecida como 'Rainha do Bitcoin' está de volta. Ela é líder da Onecoin, um golpe...

A China é para o bitcoin o que a Dilma foi para o movimento...

Há quem acredite que os maiores precursores e catalisadores do movimento libertário no Brasil foram pessoas como Daniel Fraga, Raphael Lima (Ideias Radicais) ou...
Bitcoin dentro de livro criptomoeda blockchain vocabulário

Academia Brasileira de Letras inclui “criptomoeda” em vocabulário atualizado da língua portuguesa

Mais um vocabulário brasileiro adiciona o termo "Criptomoeda", reconhecendo assim na língua portuguesa a palavra que tanto chama atenção dos brasileiros nos últimos anos. No...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias