Apesar de queda hoje, Bitcoin pode subir até U$ 42 mil?

Como os traders estão vendo o Bitcoin?

Siga no

O Bitcoin (BTC) está em queda mais um dia, mas um trader afirmou que o preço pode subir até U$ 42 mil. Entretanto, segundo outro analista, com a perda do suporte em U$ 10 mil, os preços do Bitcoin hoje estão sob pressão. Em um cenário com tantas informações divergentes, os traders seguem com a cautela em alta.

Cabe o destaque que essa queda tem sido esperada por vários analistas, que tem observado o suporte do Bitcoin de perto. Entretanto, há dados que mostram que a moeda está mais forte desde a última “bull run” (mercado de alta).

Bitcoin hoje segue em queda, mas há quem acredite que o preço irá subir

O CEO do fundo de hedge e investimentos cripto Pantera Capital, Dan Morehead, disse em qum podcast que os preços do Bitcoin irão subir muito. Isso porque, de acordo com o CEO, em 2019 os preços chegarão em U$ 42 mil.

Além disso, em uma extrema valorização de preços, em 2021 o Bitcoin chegará a valer U$ 356 mil. Isso indicaria um crescimento exponencial dos preços da moeda digital, algo que o CEO disse não ser incomum neste mercado.

(U$ 42.000, U$ 122.000 e U$ 356.000) soam loucos, mas (em) nossa primeira pesquisa que escrevemos sobre o Bitcoin, previmos que seria de U$ 5,000, e quando chegou a 100 dólares, todo mundo achava que era totalmente louco. Entretanto, olhar esses números em 2 ou 3 anos no futuro, as pessoas olharão para trás e dirão, “oh sim, isso faz sentido”, continuou ele.

Cabe o destaque que desde o último mercado de alta, em 2017, o Bitcoin evoluiu sua tecnologia. Segundo dados da Blockchain.info, a segurança da rede Bitcoin atingiu recordes neste mês de julho.

Criptomercado pode ser promissor no longo prazo, mas curto prazo tem preocupado traders

Apesar do olhar para o futuro com entusiasmo por parte de alguns investidores do Bitcoin, o curto prazo não anda tão animador assim. Isso porque o Bitcoin segue em queda, operando em cerca de U$ 9,700 no momento da escrita deste.

De acordo com Aayush Jindal, o suporte do Bitcoin poderá cair para U$ 9 mil em breve. Além disso, no gráfico de 4 horas (BTC/USD) na Coinbase, uma resistência tem se formado em U$ 10,800. O analista disse ainda que o suporte em U$ 9 mil poderia ser rompido. Caso se confirme, mais quedas podem acontecer nos preços em relação ao Dólar (USD).

Finalmente, o criptomercado segue de olho nos preços do Bitcoin. Para muitos, o cenário pode ser uma correção em busca do próximo crescimento. Para muitos, o mercado bear pode estar na espreita novamente. De qualquer forma, o receio tem aumentado, chegando em uma linha de “medo extremo” do Bitcoin.

Fonte: https://alternative.me/crypto/fear-and-greed-index/

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Investidores confundem “bitcoin gold” com BTG Pactual e moeda dispara 200%

O valor da criptomoeda bitcoin gold (BTG), que surgiu em 2017 como uma cópia do Bitcoin, valorizou 200% nos último 7 dias. O motivo...

XRP sobe 200% em 30 dias e alcança maior valor de 3 anos

A criptomoeda XRP, emitida pela Ripple, continua sua tendência de alta neste final de semana. A moeda digital valorizou 136% nos últimos 7 dias...

Ethereum será atualizado em 14 de abril, Bitcoin vai comer poeira?

Está previsto para a próxima quarta-feira (14 de abril) a mais nova atualização da plataforma Ethereum. Chamada de Berlin, o update da rede foi...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias