Após prisão de Julian Assange, Wikileaks vê aumento de doações em Bitcoin

Julian tem sido um defensor de longa data da comunidade de Bitcoin. Sua prisão foi protestada com o endereço público do Wikileaks novamente vendo um grande aumento nas doações de bitcoin.

Siga no

Conforme noticiado pelo Livecoins nesta manhã, Julian Assange, co-fundador do Wikileaks e simpatizante do Bitcoin foi preso na embaixada equatoriana em Londres e enfrenta extradição para os EUA por acusações de conspiração.

Julian passou os últimos sete anos buscando asilo na embaixada equatoriana, mas finalmente perdeu o apoio do governo. Ele foi preso hoje, 11 de abril, por não comparecer aos tribunais britânicos. Julian tinha um mandado de prisão sueco por alegações de agressão sexual e seu envolvimento com a Wikileaks, no entanto, o governo britânico pediu sua prisão por não comparecer ao tribunal para responder a essas acusações.

O elefante branco no meio da sala para esta acusação é o envolvimento do governo federal dos EUA, que o persegue com uma acusação de conspiração.

Após Julian ser preso, a Wikileaks liberou acesso a vários arquivos:

Wikileaks e Bitcoin

Julian tem sido um defensor de longa data da comunidade de Bitcoin por sua capacidade de contornar as repressões internacionais dessa natureza. Depois que o PayPal se juntou aos bancos suíços e norte-americanos ao proibir os usuários de enviar doações ao Wikileaks, Julian começou a aceitar doações em bitcoin como principal meio de financiamento.

O Wikileaks se tornou uma das primeiras grandes instituições a aceitar o método de pagamento, trazendo cobertura internacional da imprensa.

Desde então, o Wikileaks passou a receber uma quantidade gigantesca de bitcoins ao longo dos anos. Em 2016, o endereço de doação público do site atingiu o marco de uma enorme quantia de 4.000 bitcoins, uma soma de milhões de dólares.

Com a insistência obstinada que o governo dos EUA demonstrou ao perseguir Julian e outros, seu futuro após a extradição parece sombrio.

Edward Snowden, que está escondido na Rússia há vários anos, chamou a prisão de Julian de “um momento sombrio para a liberdade de imprensa”.

A prisão de Julian foi protestada pela comunidade de criptomoedas, com o endereço público do Wikileaks novamente vendo um grande aumento nas doações de bitcoin de uma variedade de fontes.

Se você gostaria de doar para a missão do Wikileaks, os endereços de doação em criptomoeda da organização podem ser encontrados aqui.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Fundador do Livecoins. Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org

NFT pode “matar” o Bitcoin? Qual a relação entre ambos?

É provável que muita gente conheça os NFTs, regularmente confundidos com “arte digital”. A ação ganhou força após Stephen Curry, astro da NBA, e...
Plataformas NFT e Ethereum empresas

Empresas listadas na bolsa apostam no mercado de NFT

O crescimento do mercado de NFTs tem quebrado barreiras mais rápido do que outros recursos relacionados a blockchain. Hoje até mesmo grandes empresas, listadas...
Dúvida sobre o Bitcoin ser caçado pela China

Mineradores brasileiros comentam banimento de Bitcoin pela China

A proibição de Bitcoin pela China nos últimos dias abalou o mercado, com muitas pessoas ficando preocupadas com isso, menos dois mineradores brasileiros que...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias