As 10 criptomoedas mais rentáveis de 2021

Quais foram as altcoins mais rentáveis do mercado? Veja a lista.

trader grafico subindo
Trader vendo gráfico subindo

Com o Bitcoin nos holofotes e presente em todas conversas, as criptomoedas alternativas aproveitaram o sentimento do mercado para explodir. Além disso, algumas contaram com eventos aleatórios para tornarem-se as mais rentáveis de 2021.

Em especial temos as moedas do metaverso que ganharam atenção após a mudança de nome do Facebook para Meta. Além disso, as memecoins também explodiram graças a eventos externos: os tweets de Elon Musk.

Por fim, as altas taxas do Ethereum também fizeram com que suas rivais se destacassem. Guiados pela concorrência entre si, algumas delas renderam mais de 10.000% no último ano.

Metaversos explodiram em 2021

Após o Facebook mudar seu nome para Meta para explorar mundos virtuais, um setor já existente de criptomoedas explodiu: o metaverso.

O surpreendente é que o metaverso das criptomoedas parece ter empolgado mais o público do que o metaverso do Facebook. Compras de terrenos por milhões e shows virtuais de grandes artistas são um bom exemplo disso.

O sucesso foi tanto que até mesmo o Facebook, agora sob o nome de Meta, decidiu admitir que o metaverso é muito maior do que eles pensavam. Um bom exemplo são suas interações com outros projetos como o The Sandbox que está trabalhando com Snoop Dogg.

“Amei ver isso! O metaverso está melhorando a cada dia”

Meta conversando com The Sandbox e Snoop Dogg
Meta conversando com The Sandbox e Snoop Dogg. Fonte: Twitter

Falando no The Sandbox, sua moeda SAND saltou de 0,035 USD em 1.º de janeiro para 5,84 USD no dia 31 de dezembro. Ou seja, uma alta de 16.540%.

Já outros projetos do metaverso tiveram ganhos similares. A Decentraland (MANA) saltou de US$ 0,077 para US$ 3,27 no mesmo período, uma alta de 4.146%.

Por fim, o Axie Infinity (AXS), teve um papel ainda maior ao se tornar um ícone dos jogos P2E. Em relação ao seu preço, o AXS subiu 18.123% em 2021, iniciando o ano em 0,51 USD e encerrando em 93,25 dólares.

Criptomoedas memes

Após tweets de Elon Musk, a Dogecoin (DOGE) renasceu das cinzas e voltou a ocupar o top 10 das criptomoedas. Seus ganhos anuais foram de 3.601%, tendo um pico de 15.982% em maio.

Isso não ocorreu à toa, afinal Musk é a 12.ª maior conta do Twitter e o fato de ser o homem mais rico do mundo também tem um enorme peso para influenciar pessoas.

Em contrapartida, uma nova memecoin era criada, a Shiba Inu (SHIB), ameaçando o reinado da Doge. Sua popularidade foi tanta que foi a moeda mais buscada no CoinMarketCap em 2021, passando até mesmo o Bitcoin. Já seus ganhos ultrapassaram os 1.500%.

Contratos inteligentes foram os mais rentáveis

Metaverso, NFT, stablecoins e outros tokens precisam rodar em uma blockchain. Com isso, o preço do Ethereum subiu 400% em 2021, especialmente pela queima de bilhões de dólares em taxas.

Apesar desta adoção ter sido boa para o Ethereum, ela foi ainda melhor para criptomoedas concorrentes. Notavelmente todas elas possuem o mesmo foco: melhorar a escalabilidade.

A Solana (SOL) fechou o ano de 2021 com uma alta de 11.155%, ou seja, cada 1 real que você comprou em 1.º de janeiro se transformaram em 111,55 no dia 31 de dezembro.

Ao contrário do que se pensa, outros projetos não ficaram para trás, pelo contrário. A Polygon (MATIC) teve ganhos de 14.489%, já a Fantom (FTM) subiu 13.463% no mesmo período, o mesmo aconteceu com a Terra (LUNA) que apresentou uma alta de 14.462%.

Finalizando a lista esta a Alavanche (AVAX) com uma alta de 3.271% em 2021. Embora pareça pouco quando comparado com as moedas acima, foi uma alta 8 vezes maior do que a do Ethereum.

Agora que os grandes saltos já aconteceram, nos resta acompanhar este setor para ver quais destes projetos passarão pelo teste do tempo. Afinal, é improvável que todas mantenham este ritmo e sobrevivam a nova possível nova onda de modas no mercado.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias