Atlético Mineiro supera Barcelona em venda de criptomoedas

Na ponta do Campeonato Brasileiro, clube viu fãs mostrarem força no mercado de criptomoedas.

Siga no
Atlético Mineiro vende tokens
Atlético Mineiro vendeu tokens

O Clube Atlético Mineiro concluiu a venda de seus tokens no mercado de criptomoedas, superando até o Barcelona no valor arrecadado. Essa venda utilizou a plataforma Socios.com, a mesma utilizada por vários clubes de futebol do mundo todo.

Na última semana, a plataforma já havia chamado atenção devido ao PSG utilizar seus tokens de fãs para o pagamento de Lionel Messi, que chegou ao clube oficialmente na última quarta-feira (11).

Outros clubes que já lançaram suas versões de tokens foram Juventus, Atletico de Madri, Machester City, Milan, entre outros mais. No Brasil, outro clube que já anunciou a intenção de lançar seu fã token em breve é o Sport Club Corinthians Paulista.

Atlético Mineiro supera Barcelona em volume de venda de tokens para fãs

Com um elenco renovado, o Atlético Mineiro hoje é o clube com mais pontos no Campeonato Brasileiro. Chamando atenção no esporte, os fãs puderam acompanhar também as inovações no setor de criptomoedas.

Isso porque, na última sexta-feira (13), o Atlético Mineiro efetuou a venda de 850 mil tokens, com valor de US$ 2,00 cada, cerca de R$ 10,00. A venda foi distribuída em dois lotes, um de 600 mil $GALO e outro de 250 mil.

A marca foi comemorada pelo Atlético, que fez e esgotou dois FTOs pela primeira vez na plataforma Socios, ambiente onde os tokens foram ofertados pela primeira vez.

De acordo com o diretor de inovação do Atlético Mineiro, Felipe Ribbe, a marca alcançada pelo clube de Minas Gerais é muito importante, colocando este até a frente de potências como o Barcelona, no volume de venda.

“Sem palavras! Muito obrigado a todo mundo que comprou $GALO. Foram 850k fan tokens vendidos. Os primeiros 600k em 8 minutos. Nosso FTO foi o sexto maior da história em volume de dinheiro, US$1,7 milhão, empatado com o Manchester City e a frente do Barcelona, por exemplo.”

Felipe destacou que os torcedores se ajudaram para conseguir fazer a compra, mostrando um momento de união da torcida em prol da venda histórica.

O Atlético Mineiro tem direito a 50% dos tokens, que arrecadaram R$ 8,5 milhões, ou seja, R$ 4,25 milhões pertencem ao clube com essa arrecadação. O valor dessas criptomoedas, que serão em breve listadas em corretoras para negociações, pode variar conforme a disposição do mercado com o time.

Quando saiu o anúncio da chegada do Messi no PSG, por exemplo, o token daquele clube registrou uma intensa valorização no mercado. Ou seja, os fãs do Atlético agora poderão ter acesso a mais ferramentas com seus ativos digitais, que podem até serem utilizados para tomadas de decisões de pequeno porte no clube.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Mineração de bitcoin

Segunda maior empresa de energia dos EUA estuda resposta à demanda de mineração de...

A Duke Energy, segunda maior empresa de energia dos Estados Unidos, está estudando a mineração de Bitcoin e tem planos de integrar a atividade...
FMI

FMI diz que criptomoedas são mais eficientes que o sistema financeiro atual

Apesar de sempre expressar repúdio em relação às criptomoedas, o Fundo Monetário Internacional (FMI) disse recentemente que os ativos digitais podem ser alternativas eficazes...
Logotipo da Intel em frente a prédio comercial

Intel começa entregar equipamentos de minerar Bitcoin

A divisão de computação acelerada da Intel começou a entregar equipamentos de minerar Bitcoin (ASICs). O lançamento ocorre meses antes do previsto, mas ainda...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias