Baleia misteriosa movimenta R$ 7,2 bilhões em bitcoin em uma única transação, quem é?

Taxa de transação custou apenas 6,36 BRL

Siga no
Imagem: Pixabay

Na madrugada desta quarta-feira (22), uma baleia moveu cerca de 7,2 bilhões de reais em bitcoin em uma única transação. O movimento foi observado pelo Bitcoin Block Bot, que informa sobre grandes movimentações de dinheiro e outras curiosidades.

“Alerta de baleia! Alguém moveu 31.493 BTC ($1B) no bloco 701.384”

Analisando a transação, tudo indica que a baleia enviou 800 BTC, 185 milhões de reais, para outro endereço e os outros 30,693.41091779 BTC foram para um endereço de troco. O valor deste “troco” é de 7,1 bilhões de reais.

O endereço que recebeu este troco agora ocupa a 27ª colocação entre as carteiras mais ricas de Bitcoin, conforme informações do site BitInfoCharts.

Baleia comedora de sardinha

O endereço que originou estas transações foi usado pela primeira vez em junho de 2020 ao receber 4.000 BTC e então sacou essa mesma quantia em outubro do mesmo ano.

Baleia acumulando BTC nos últimos 12 meses. Fonte: bitinfocharts

A partir desta data, quando o Bitcoin ainda estava valendo cerca de 80.00 reais, a baleia começou a acumular BTC sem parar, geralmente fazendo depósitos entre 50 e 100 BTC por cada transação.

Quem é o dono?

Poucos players têm tanto Bitcoin assim no bolso, deixando as exchanges de lado, cujo endereços são conhecidos e etiquetados, as únicas instituições que declaradamente possuem mais de 30.000 BTC são: MicroStrategy, Tesla, Block.one, bem como os fundos da Grayscale e CoinShares e dos países Bulgária e Ucrânia.

Apesar da transparência da blockchain do Bitcoin, é impossível determinar quem é o dono da carteira devido ao seu pseudo-anonimato. Todavia podemos retirar alguns deles da lista de prováveis donos:

A Tesla comprou BTC uma única vez, os BTC declarados pela Ucrânia são de vários funcionários públicos e nenhum deles possui tal quantidade. Já os BTC da Bulgária são frutos de apreensões. Bem como a Grayscale e a Block.one também parecem não ter comprado nenhum BTC nos últimos três meses.

Talvez esta possa ser uma das carteiras da MicroStrategy, já que Michael Saylor, CEO da empresa, começou anunciou a primeira compra de BTC em agosto do ano passado.

Uma curiosidade sobre esta transação de mais de 7 bilhões de reais é que a sua taxa custou apenas 6,36 reais.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Há mais de 5 anos trabalhando com criptomoedas, hoje escrevo artigos e notícias para o Livecoins.
Bitcoin em alta. Imagem: ShutterStock

Bitcoin rompe alta histórica e é negociado acima dos 65 mil dólares

Com um mercado otimista em relação a questões regulatórias, o preço do Bitcoin rompeu a sua máxima histórica de 64.895 dólares registrada em abril...

Criptomoeda “promissora e fora do radar” desaparece com R$3 milhões dos investidores

Golpes envolvendo arrecadação de dinheiro e então um abandono do projeto são bem comuns, mas a CryptoEats foi além. A falsa empresa usou influenciadores...

FCA faz alerta para “jovens” que investem em criptomoedas

Segundo relatório publicado pela Autoridade de Conduta Financeira (FCA) do Reino Unido, a maior parte dos jovens faz investimentos arriscados por conta da competição...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias