Banco Central Europeu diz que Bitcoin é reserva de valor

O estudo continua sugerindo que o Bitcoin tem um impacto ainda maior em países em desenvolvimento, geralmente com moedas fracas, e que isso pode ser visto após a pandemia mundial.

Após criticar as criptomoedas por anos, o Banco Central Europeu (BCE) reconheceu que o Bitcoin é uma reserva de valor. Indo além, o estudo também afirma que o bitcoin pode ser melhor que algumas moedas estatais, principalmente de países afetados pela inflação.

O documento foi assinado por Paola di Casola, economista sênior do BCE, e Maurizio Michael Habib, também economista do BCE, e pode ser lido na íntegra no site do Banco Central Europeu.

Um dos pontos estudados foi o comércio P2P, ou seja, fora de corretoras descentralizadas. Mostrando diversas moedas fiduciárias, o BCE deixa claro que o interesse pelo Bitcoin é internacional.

Estudo do BCE também acompanhou o mercado P2P. Fonte: Banco Central Europeu/Reprodução.
Estudo do BCE também acompanhou o mercado P2P. Fonte: Banco Central Europeu/Reprodução.

Banco Central Europeu diz que criptomoedas são uma reserva de valor melhor que moedas nacionais

Enquanto as criptomoedas operavam em forte queda no fim do ano passado, um dos membros mais importantes do Banco Central Europeu (BCE) chegou a afirmar que o Bitcoin deveria ser banido. Mais recentemente, a presidente do BCE afirmou que seu filho perdeu quase todo dinheiro que investiu em criptomoedas.

No entanto, um novo estudo publicado pelo próprio BCE mostra que o Bitcoin e outras criptomoedas não são tão ruins assim. Apesar de citar a famosa volatilidade desses ativos, notou que as criptomoedas podem ser usadas como reserva de valor.

“Embora os preços tenham sido muito voláteis, estas criptomoedas podem representar uma melhor reserva de valor em relação à moeda nacional de países onde a inflação é elevada e a taxa de câmbio tende a se depreciar.”

Seguindo, o estudo continua sugerindo que o Bitcoin tem um impacto ainda maior em países em desenvolvimento, geralmente com moedas fracas, e que isso pode ser visto após a pandemia mundial.

“A desvalorização da moeda nacional dos países emergentes induz mais negociações de Bitcoin”, aponta o BCE. “Isto sugere que o Bitcoin, apesar das suas amplas flutuações de preços, pode ter sido usado também como reserva de valor ou meio de troca em países que experimentaram uma perda no poder de compra da sua moeda nacional.”

“Por sua vez, isto implica que a instabilidade macroeconômica pode potencialmente estimular uma maior utilização de criptoativos.”

Negociação de Bitcoin disparou após pandemia, que marcou o inicio do aumento da inflação em diversos países devido a políticas monetárias expansionistas. Fonte: Banco Central Europeu/Reprodução.
Negociação de Bitcoin disparou após pandemia, que marcou o inicio do aumento da inflação em diversos países devido a políticas monetárias expansionistas. Fonte: Banco Central Europeu/Reprodução.

O documento cita as palavras “reserva de valor” por 13 vezes ao longo de suas 56 páginas, sempre com um tom otimista sobre o Bitcoin e quase repetindo a mesma frase, como pode ser visto abaixo.

“Esta descoberta sugere que o Bitcoin pode ser usado como reserva de valor ou meio de troca em países que sofrem uma perda no poder de compra da sua moeda nacional.”

Mesmo que as pessoas não dependam de nenhuma ação do governo para realizar essa troca, um dos países que pode adotar o Bitcoin em breve é a Argentina. Javier Milei, recentemente eleito presidente, assumirá o comando de um país com uma das maiores inflações do mundo. Indo além, também é um grande fã do Bitcoin.

Peso argentino (ARS) aparece como destaque no estudo do BCE. No topo está a Lira turca (TRY), também manchada pela inflação. Real brasileiro (BRL) aparece logo atrás. Fonte: Banco Central Europeu/Reprodução.
Peso argentino (ARS) aparece como destaque no estudo do BCE. No topo está a Lira turca (TRY), também manchada pela inflação. Real brasileiro (BRL) aparece logo atrás. Fonte: Banco Central Europeu/Reprodução.

Já El Salvador, país que não possui uma moeda própria e usa o dólar americano, também adotou o Bitcoin como moeda legal. Na última semana, o presidente Nayib Bukele comemorou o fato dos investimentos em Bitcoin terem ficado no positivo após 2 anos de baixa.

Por fim, os mais otimistas acreditam que em breve bancos centrais de diversos países começarão a comprar Bitcoin como uma reserva de valor. Ao que tudo indica, o Banco Central Europeu pode ser um deles.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias