Banco pede que clientes expliquem porque estão sacando seu próprio dinheiro

“Querendo sacar dinheiro?”, questiona o NatWest. “Nosso objetivo principal é manter os clientes seguros e nossas filiais seguem nossos processos com cuidado para alcançar isso.”

O NatWest, banco britânico fundado em 1968, está pedindo que seus clientes expliquem porque estão sacando seu próprio dinheiro. Em alguns casos, as pessoas teriam que apresentar documentos para provar que estão falando a verdade.

Segundo o banco, essa é uma medida visando a segurança dos próprios clientes. Ainda em março, o NatWest usou a mesma desculpa para limitar compras de criptomoedas.

Como já era esperado, o assunto está sendo discutido nas redes sociais, principalmente por defensores do Bitcoin.

Política do NatWest sobre saques circula nas redes sociais

Uma foto sobre a política de saques do banco NatWest está viralizando nas redes sociais desde o início desta semana, onde clientes e não-clientes mostram-se incomodados com a decisão.

“Querendo sacar dinheiro?”, questiona o NatWest. “Nosso objetivo principal é manter os clientes seguros e nossas filiais seguem nossos processos com cuidado para alcançar isso.”

“Isso incluirá fazer perguntas sobre a finalidade do seu saque em dinheiro, também podemos solicitar documentação de suporte, como uma fatura.”

Foto que circula nas redes sociais sobre política de saques do banco NatWest. Reprodução.

Na sequência, o texto aponta que saques acima de 2.000 libras esterlinas precisam de um pedido prévio de 24 horas, uma prática comum entre bancos. No entanto, nota que alguns saques podem ser bloqueados dependendo da motivação fornecida pelo cliente.

“Em alguns casos, podemos optar por recusar a retirada de dinheiro com base nas informações fornecidas sobre a transação.”

Para alguns, a política do NatWest é tão absurda que a foto poderia ser falsa. No entanto, o próprio banco respondeu a alguns comentários no Twitter.

“NatWest, esta política é oficial?” questionou um usuário. “Acho isso extremamente preocupante. Meu dinheiro é meu dinheiro, não seu.”

“Os saques em dinheiro são a forma menos segura de fazer pagamentos”, respondeu o banco através de sua conta oficial, notando que existem outras opções alternativas disponíveis como serviços bancários on-line e aplicativos móveis.

Banco NatWest confirma sua política de saques nas redes sociais.

A política do NatWest também pode ser encontrada em seu site oficial.

Pessoas estão preocupadas com sua privacidade financeira

Embora os sistemas de pagamentos atuais sejam cômodos, eles também falham em oferecer privacidade. Como exemplo, alguns bancos já estão monitorando o consumo de carbono de seus usuários, o que não agrada a todos, e isso pode ser apenas o início.

Ou seja, o dinheiro em espécie ainda é a melhor opção para quem não quer ter suas transações monitoradas, mas seus dias já parecem contados.

Somado a isso, muitos acreditam que a chegada das CBDCs (moedas digitais de bancos centrais) possa piorar a situação. Robert Kiyosaki, autor do livro Pai Rico, Pai Pobre, já afirmou que isso será um “big brother financeiro”.

Por fim, além de possuírem limites em compras de criptomoedas, os clientes do NatWest também correm o risco de não conseguirem sacar seu próprio dinheiro. O banco defende que isso é para a própria proteção do cliente.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Últimas notícias