Bancos brasileiros poderão emitir moedas digitais ligadas ao Real digital

Novo mecanismo sendo estudado pelo BC para moeda digital nacional.

Roberto Campos Neto, presidente do BC, em evento Valor Crypto Summit
Roberto Campos Neto, presidente do BC, em evento Valor Crypto Summit. Valor Capital Group.

O Real digital continua atraindo holofotes com as novas informações reveladas pelo presidente do BC, que indicou que os bancos brasileiros poderão emitir stablecoins ligadas a moeda digital brasileira. Essa tecnologia de meio de pagamentos deve ser implementada no país até 2024, segundo agenda de desenvolvimento da autarquia.

Desde que as diretrizes da moeda digital nacional foram liberadas a público em 2021, o Bacen evoluiu seu entendimento sobre as possibilidades de fazer com a tecnologia. Além de testar o ambiente blockchain, a autarquia também está de olho no DeFi, Tokenização, entre outras novidades.

Segundo o entendimento do banco central, a possibilidade de criar uma moeda inteligente é o que mais chama atenção para o audacioso projeto.

Presidente do BC diz que bancos brasileiros poderão criar stablecoins com o Real digital de lastro

Imagine um mundo em que cada banco tenha sua própria versão de moeda, com seu nome, marca, quantidade e tecnologia definidos por ele? Sim, é isso que pode acontecer no Brasil em breve.

Isso porque, Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central do Brasil, disse nesta segunda-feira (6), em evento do Valor Capital Group que os bancos poderão emitir suas própria stablecoins.

De acordo com informações da Reuters, essa seria uma forma de contornar o problema da capacidade de crédito que os bancos oferecem. Segundo Campos Neto, a tecnologia de moeda não pode corroer a base de depósitos do banco.

Dessa forma, fica claro que já há planos de criar um sistema de reserva fracionária inovador com a CBDC brasileira, que aparentemente dará muita segurança aos bancos.

Na última semana, por exemplo, informações foram reveladas sobre o Real digital ter uma possível trava para saques em massa pela população, com limites de saques impostos de forma automática no projeto.

“Criptomoeda é investimento, não moeda”

Na luta pela criação da moeda nacional em formato digital, os planos do BC seguem atrasados pela greve dos servidores da autarquia, que resolveram manter suas reivindicações por tempo indeterminado.

Dessa forma, a expectativa é que o piloto do Real digital seja lançado apenas em 2023, atrasando os planos inicialmente previstos para 2022.

No evento dessa segundo, Campos Neto reforçou que a moeda nacional permitirá tokenização, DeFi, entre outras funções comuns das criptomoedas. Contudo, ele segue firme com a opinião que as moedas como o Bitcoin não são instrumentos de pagamento, mas sim de investimentos.

Ao contrário do Real digital, o Bitcoin é uma moeda livre de controle e com controle emitido de forma rígida desde seu nascimento, não permitindo sua replicação como será o caso da moeda brasileira.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias