Joe Biden quer acabar com as criptomoedas, diz governador da Flórida

Outro que continua apoiando o Bitcoin é o prefeito de Miami, Francis Suarez. Ainda no final de 2021, Suarez começou a receber seu salário em Bitcoin e em entrevista no início deste ano à CNBC, revelou que ainda continua.

Ron DeSantis, governador da Flórida e possível candidato a presidência americana, criticou as ações do atual presidente, Joe Biden. Em comentários feitos nesta semana, afirmou que “eles querem se livrar as criptomoedas”.

Outro ponto debatido por DeSantis é a chegada da CBDC americana, ou seja, o dólar digital. Segundo o governador, ela dará um poder sem precedentes ao Estado, permitindo que o governo confisque fundos sem qualquer processo legal.

DeSantis não é o único político americano com pensamentos assim. Robert J. Kennedy Jr, por exemplo, está mostrando ser um grande defensor do Bitcoin. Já Francis Suarez continua recebendo seu salário em bitcoin desde que assumiu o cargo de prefeito de Miami.

Governador da Flórida critica presidente dos EUA e defende as criptomoedas

Ron DeSantis já havia criticado a vigilância do governo Biden sobre o setor de criptomoedas. No entanto, voltou a falar sobre o tema na última semana.

“Eles querem se livrar das criptomoedas. Eles não gostam de criptomoedas porque não podem controlar as criptomoedas, então querem colocar tudo em uma moeda digital do banco central.”

Em outra fala, DeSantis afirma que a Flórida é contra a introdução do dólar digital. Sua principal preocupação está ligada aos poderes que uma CBDC daria o governo.

“Você pode ser multado e eles simplesmente tomarão a sua moeda digital, sem nenhum processo legal ou algo parecido.”

Sobre as criptomoedas, o governador da Flórida afirmou que se as pessoas desejam investir, essa decisão é unicamente delas. “Você pode tomar essas decisões”, concluiu.

Linha de pensamento de DeSantis possui mais apoiadores

Além de DeSantis, o presidenciável Robert F. Kennedy Jr é outro descontente com a chegada do dólar digital. Sobrinho do ex-presidente americano John F. Kennedy, Robert já conquistou o voto de alguns investidores de Bitcoin com suas falas recentes.

“É por isso que me oponho aos CBDCs, que ampliarão enormemente o poder do governo de sufocar a dissidência cortando o acesso aos fundos com um toque de tecla”, comentou o sobrinho de John F. Kennedy nesta quinta-feira (5). “É também por isso que apoio o bitcoin, que permite que as pessoas realizem transações sem interferência do governo.”

“O Bitcoin tem sido um salva-vidas para os movimentos das pessoas em todo o mundo, especialmente em Myanmar.”

Outro que continua apoiando o Bitcoin é o prefeito de Miami, Francis Suarez. Ainda no final de 2021, Suarez começou a receber seu salário em Bitcoin e em entrevista no início deste ano à CNBC, revelou que ainda continua.

“Desde que comecei a receber meu salário em Bitcoin, meu salário aumentou. Então, na verdade, foi um bom investimento.”

Por fim, até poucos anos parecia inimaginável que grandes políticos defendessem o Bitcoin e atacassem a moeda fiduciária de seu país. No entanto, podemos estar presenciando o início de uma grande mudança.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias