Bilionário Bill Miller revela que investe em bitcoin desde 2015

Empresa de mega investidor comprou ações de corretora dos Estados Unidos.

Siga no
Colocando Bitcoin no Bolso empresário bilionário investidor compra
Colocando Bitcoin no Bolso

O bilionário investidor e famoso gestor de fundos Bill Miller revelou que está comprando Bitcoin desde 2015, quando a moeda digital era negociada por apenas US $ 200.

No último mês de abril, quando o Bitcoin estava cotado em US$ 55 mil no mercado, Bill Miller saiu em defesa da criptomoeda. De acordo com ele, o bitcoin não é uma bolha, como afirmavam alguns que estavam atacando a tecnologia por sua valorização meteórica no mercado.

Em novembro de 2020, o investidor já havia afirmado que grandes empresas iriam se envolver com o Bitcoin, o que acabou acontecendo em 2021.

Naquela época, o preço do Bitcoin ainda estava em US$ 15 mil e Miller afirmava que a cotação estava ótima para compra. Nesta quinta-feira (19), cada BTC vale US$ 44 mil, o que mostra que esse analista tem tido razão em suas previsões sobre a principal criptomoeda do mundo.

Bilionário que compra Bitcoin desde 2015 aumenta aposta no mercado

No mercado financeiro tradicional, Bill Miller é o investidor renomado que bateu o S&P 500 com seus investimentos. Após essa façanha, ele ganhou o respeito de muitos, se tornando um dos bilionários que fez sucesso com apostas arriscadas.

Contudo, o que poucos sabem é que esse mega investidor compra Bitcoin desde que a moeda era cotada em US$ 200,00. De acordo com o Business Insider, o preço médio de compra dele está em US$ 500,00 hoje, ou seja, ele é um dos investidores iniciantes da criptomoeda.

Mas o que chamou atenção agora é que sua empresa, Miller Value Partners fez um aporte milionário em ações da Coinbase, maior corretora de Bitcoin dos Estados Unidos. Segundo um relatório de aquisição, foram comprados 121 mil papéis da exchange, por um custo aproximado de US$ 30 milhões.

Essa nova aposta no mercado de Bitcoin, que o bilionário é um entusiasta de longa data, mostra que ele está confiante que, assim como a criptomoeda teve um bom desempenho, as empresas do ecossistema irão performar bem.

A Coinbase, vale notar, é a primeira corretora de Bitcoin do mundo a ter ações listadas em bolsa de valores, em 2021.

“Não tem como prever o futuro”

Em uma carta ao mercado no mês de julho, Bill Miller compartilhou algumas de suas visões sobre o mercado financeiro atual. De acordo com ele, é impossível prever o futuro, visto que “previsões são tão precisas quanto jogar uma moeda ao ar“.

“Não tenho uma visão geral do mercado, pois acho mais útil tentar entender o que está acontecendo do que tentar prever o que vai acontecer. O futuro é sobre probabilidades e a situação atual é sobre fatos e interpretações. Ninguém tem acesso privilegiado ao futuro, e as previsões de mercado tendem a ser tão precisas quanto lançar uma moeda ao ar.”

Mesmo assim, ele lembrou que a inflação estava baixa e os investidores se esqueceram das décadas em que essa medida era descontrolada. Assim, o Bitcoin nasceu na crise de 2008 e deverá se mostrar um ativo a prova de inflação, que pode ser uma reserva duradoura visto que é a prova de manipulações dos governos.

“A inflação tem estado muito baixa (como o Fed a vê) por tempo suficiente para que a maioria dos investidores tenha se esquecido dos anos 1970 e início dos anos 1980, quando era um grande problema. Talvez seja irônico que, há 50 anos, o presidente Nixon tirou os EUA do padrão ouro. Durante o período do pós-guerra até 1971, as crises bancárias globais foram poucas. Desde a adoção de um sistema de taxas de câmbio flutuantes, houve muitos.

O Bitcoin nasceu da crise de 2008 e foi projetado para ser livre do controle e da manipulação do governo, para ser o máximo em um ativo à prova de inflação. É uma questão em aberto se será uma reserva de valor duradoura, com muitas opiniões fortes de ambos os lados.”

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Queda da Dogecoin DOGE despenca desvalorização brasileiro

Brasileiro perde R$ 2,6 milhões com queda da Dogecoin, mas ainda acredita na moeda

O brasileiro que mora nos Estados Unidos, Glauber Contessoto, perdeu R$ 2,6 milhões em Dogecoin com a recente queda da moeda no mercado. O fenômeno...
LNBTC

Usuário avisa empresas sobre falha em serviços de custódia da Lightning Network

Reckless Satoshi, um usuário do Reddit, fez uma postagem relatando que serviços de custódia que trabalham com a Lightning Network tinha um ponto de...
Ethereum. (Imagem: Adobe Stock)

Pânico? R$6,6 bilhões em Ethereum saíram das exchanges na semana passada, R$4,2 bi voltaram...

Na quarta-feira passada, dia 15 de setembro, cerca de 363.240 ETH foram sacados de exchanges centralizadas, ontem, no entanto, 258.050 ether voltaram para endereços...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias