“Bitcoin a US$ 40 mil é mais provável do que US$ 20 mil”, diz estrategista da Bloomberg

Vale lembrar que o Bitcoin "sofreu" uma série de ataques e diferentes ondas de FUD, algumas críticas válidas, outras nem tanto (como a picuinha de Elon Musk com a moeda).

Siga no
Criptomoeda Bitcoin lanterna gráfico ações BTC
Gráfico de preços do Bitcoin

Nas últimas semanas o Bitcoin está ficando em uma “zona de conforto” onde parece ter criado suporte e resistência entre US$ 31 e US$ 37 mil. Enquanto ele “balança” entre essas áreas, alguns apostam que ele vai cair de vez para US$ 20 mil, enquanto outros apostam em uma recuperação para valores acima de US$ 40 mil. Para Mike McGlone, um dos estrategistas da Bloomberg Intelligence, o Bitcoin tem muito mais chance de uma recuperação do que uma queda. 

Em um postagem curta nas redes sociais, MikeMcGlone falou sobre a sua percepção do criptomercado atualmente com foco no movimento de preço do Bitcoin. Para ele a moeda demonstra muitos mais sinais de que vai se recuperar para a casa dos US$ 40 mil do que dá sinais de que vai cair para os US$ 20 mil.

“Capitulação do Bitcoin? US$ 40.000 me parece muito mais provável que US$ 20.000 — A queda do dia 8 de junho e uma volta a preços mais baixos para o suporte de US$ 30 mil teve muitos sinais de queda sentimental, um sinal típico de um fundo em um mercado de alta mais forte.”

A ideia é que, a recente queda do Bitcoin no dia 8 demonstra vários sinais de um fundo em um momento de alta, ao invés de uma reversão para um período de urso. A ideia de “queda sentimental” está relacionada com a percepção do mercado em um período curto, mas que não determina uma nova tendência para a moeda.

Vale lembrar que o Bitcoin “sofreu” uma série de ataques e diferentes ondas de FUD, algumas críticas válidas, outras nem tanto (como a picuinha de Elon Musk com a moeda).

Sendo assim, o Bitcoin demonstra uma forte resiliência contra o sentimento do mercado. Claro que o momento também foi balanceado com notícias que podem ser consideradas extremamente positivas para o ecossistema da moeda. 

O mais importante agora para o preço do ativo é ficar de olho na resistência de US$ 40 mil (a nova barreira psicológica importante para o ativo) e o suporte dos US$ 30 mil, que foi constantemente testado nos últimos dias e se mostrou o mais importante ponto de apoio para o mercado.

Esses dois pontos formam a área em que o Bitcoin pode atuar nos próximos dias, antes de quebrar uma das duas barreiras e finalmente consolidar uma nova tendência de curto e médio prazo. Mas, como sempre, o criptomercado é um grande mistério e a análise técnica ainda não apresenta maneira garantida de determinar o preço do ativo.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

NFT pode “matar” o Bitcoin? Qual a relação entre ambos?

É provável que muita gente conheça os NFTs, regularmente confundidos com “arte digital”. A ação ganhou força após Stephen Curry, astro da NBA, e...
Plataformas NFT e Ethereum empresas

Empresas listadas na bolsa apostam no mercado de NFT

O crescimento do mercado de NFTs tem quebrado barreiras mais rápido do que outros recursos relacionados a blockchain. Hoje até mesmo grandes empresas, listadas...
Dúvida sobre o Bitcoin ser caçado pela China

Mineradores brasileiros comentam banimento de Bitcoin pela China

A proibição de Bitcoin pela China nos últimos dias abalou o mercado, com muitas pessoas ficando preocupadas com isso, menos dois mineradores brasileiros que...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias