Bitcoin cai 13% e perde ganhos dos últimos 3 dias

Bitcoin cai mais de US$ 4.000 em duas horas

Siga no

A temida correção do Bitcoin parece finalmente ter chegado, com o ativo digital caindo 13% na manhã desta segunda-feira (04). Nos últimos 3 dias o ativo digital saiu de US$ 30 mil e alcançou máxima de US$ 34.347 mil, contudo, em apenas duas horas tudo foi perdido e a moeda chegou a ser negociada por US$ 29.068,63.

No Brasil a criptomoeda bateu máxima de R$ 180 mil no domingo e agora é negociada na faixa dos R$ 168 mil.

A queda repentina fez US$ 70 bilhões sumirem do mercado de forma dramática. A capitalização de mercado total das criptomoedas estava em US$ 910 bilhões, agora, caiu para US$ 840 bilhões.

A criptomoeda valorizou mais de US$ 5 mil desde o dia 31/12/2020, com uma alta superior a 300% em 2020. A marca de US$ 30 mil foi superada ao mesmo tempo em que foi observado um grande fluxo de saída da Coinbase, um sinal de instituições comprando a criptomoeda.

Apesar da alta contínua nos últimos meses e do excesso de otimismo do mercado, alguns analistas estavam esperando uma correção.

“O Bitcoin está passando por uma reinicialização muito necessária. Após um período de maior alavancagem e altas taxas de financiamento [perpétuo] em todas as plataformas de derivativos, é necessária uma breve consolidação em torno desses níveis”, disse Matthew Dibb, cofundador e COO da Stack Funds, à CoinDesk.

Apesar de o Bitcoins estar em queda acima de 10%, a maioria das criptomoedas alternativas estão com ganhos de até dois dígitos.

“Muito provavelmente o dinheiro está mudando de bitcoin para altcoins ou apenas a realização temporária de lucros está causando uma queda de preço”, disse o CoinDesk.

Os investidores podem estar transferindo dinheiro do bitcoin para criptomoedas alternativas relativamente baratas, como Ethereum. Essas moedas superaram os ganhos do Bitcoin nas últimas 24 horas.

O Bitcoin caiu à medida que as posições de derivativos no valor de mais de um bilhão de dólares foram liquidadas à força por corretoras. Em outras palavras, as corretoras liquidaram as posições super alavancadas dos traders.

De acordo com o Bybt.com, mais de US$ 1 bilhão em contratos em aberto foram liquidados na última hora, os comerciantes alavancam demais ou negociam com margem, pensando que o preço do bitcoin subiria e eles lucrariam mais, contudo, quando o preço do bitcoin cai abaixo do preço de liquidação de suas posições, as corretoras forçam a liquidação ou encerram suas posições porque os traders são incapazes de cumprir os requisitos de margem de suas posições alavancadas.

derivativos bitcoin 04 01 2021
derivativos bitcoin 04 01 2021

Os analistas, no entanto, esperam que a queda dramática do bitcoin tenha vida curta. Apesar da correção, vários analistas continuam acreditando que o ativo digital irá alcançar os US$ 100 mil ainda este ano.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Bitcoin ganha novo impulso de alta e supera US$ 34 mil, entenda

O Bitcoin continua a se recuperar de sua queda no início da semana após várias empresas darem sinais que estão correndo para apostar no...
dolar rasgado e Bitcoin. Imagem: ShutterStock

Valor total de transações com bitcoin em 2021 deve superar PIB dos EUA

Pela primeira vez em menos de sete meses, o volume total de transferências com bitcoin ultrapassou US $ 15,8 trilhões. Como resultado, o volume...
CEFI vs DEFI

DeFi vs CeFi: Finanças Centralizadas vs Finanças Descentralizadas

Finanças descentralizadas (DeFi) são uma das fatias mais cobiçadas da indústria de blockchain hoje, mas a ideia em si tem origens muito mais humildes. Na verdade,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias