Bitcoin cai 5% após breve alta impulsionada por lançamento de ETFs

No curto prazo, a situação permanece incerta com resistência em torno de US$ 49.000 e suporte em US$ 42.000.

Na tarde desta sexta-feira (12), o mercado de criptomoedas presenciou uma virada quando o valor do Bitcoin caiu abaixo de US$ 43.500, apenas um dia após alcançar brevemente a marca de mais de US$ 49.000.

O pico da moeda digital foi atribuído ao lançamento de onze ETFs, incluindo o IBIT da BlackRock e o FBTC da Fidelity, que geraram mais de 4 bilhões de dólares em volume de negociações no primeiro dia de operação.

Analistas sugerem que a queda pode estar relacionada à resistência do mercado ao redor do nível psicológico de US$ 50.000, onde o preço encontrou um obstáculo considerável em US$ 49.000.

Além disso, a conversão do GBTC, da Grayscale, em um ETF pode ter exercido uma pressão adicional sobre o mercado, já que finalmente os detentores de tal fundo puderam vender suas ações.

“Compre o boato, venda a notícia”

Outros fatores que podem ter influenciado a situação incluem a entrada de outros ETFs, que compensaram parte da pressão de venda e até aumentaram a demanda, mas também trouxeram a incerteza do “e agora?”.

Acredita-se que a firma de trading Jane Street tenha tido um papel significativo na venda de ações do FBTC, influenciando a queda no valor do Bitcoin. A venda dessas ações é vista como equivalente à venda do próprio Bitcoin, e a compra, à aquisição de Bitcoin.

Apesar da volatilidade, o Bitcoin permanece como um ativo limitado e raro, o que sugere um potencial de longo prazo, mesmo que o curto prazo possa ser afetado por esses movimentos recentes.

Grandes players de Wall Street, como a Vanguard e a Merrill, optaram por não oferecer esses ETFs em suas plataformas, uma decisão que pode refletir em suas estratégias de mercado.

O cenário também foi marcado por controvérsias políticas, como a decisão de dois comissários democratas de votar contra os ETFs, o que ressalta a politização crescente nos Estados Unidos.

Enquanto isso, os traders podem estar adotando uma abordagem de vender as notícias, especialmente após a intensa antecipação e desenvolvimentos em torno dos ETFs nos últimos meses.

Há uma expectativa de que os volumes de negociação continuem elevados, mas também uma conscientização de que a demanda por Bitcoin e por ETFs relacionados será um processo contínuo e gradual.

A longo prazo, espera-se que a indústria de criptomoedas e o mercado de ações tradicionais se integrem cada vez mais, com novos investidores institucionais adentrando o espaço cripto.

Este desenvolvimento traz um potencial de alta significativa para o Bitcoin, com previsões otimistas apontando que o valor pode eventualmente ultrapassar US$ 70.000.

No entanto, no curto prazo, a situação permanece incerta com resistência em torno de US$ 49.000 e suporte em US$ 42.000.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias