Tentar ganhar dinheiro com bitcoin é coisa de criminoso, diz professor da USP

Ele defendeu que as pessoas invistam em ações.

Siga no
Bitcoin sendo jogado no lixo
Bitcoin sendo jogado no lixo

Um professor de computação da USP afirmou em suas redes sociais que o Bitcoin é um desperdício de energia e que as pessoas devem se voltar para ações na bolsa de valores como forma de promover avanços para o Brasil.

A postura do professor Fernando Osório acabou chamando atenção de algumas pessoas ligadas ao setor de criptomoedas, visto que o docente tem um amplo conhecimento em robótica e mecanismos de sensores, demonstrando entender de tecnologias inovadoras.

Vale lembrar que a USP é responsável por apresentar uma disciplina de Bitcoin para o Tribunal de Contas do Ceará, como especialização, mostrando que a universidade já tem disciplinas sobre este tema.

Professor de computação da USP acredita que Bitcoin é um desperdício e bom apenas para hackers

O portal de notícias Tecnoblog informou que o canal Loop Infinito, do YouTube, foi invadido por hackers nos últimos dias. Após a invasão, os bandidos começaram a pedir criptomoedas Ethereum dos seguidores do canal.

Essa vulnerabilidade no YouTube tem afetado muitos canais nos últimos anos. No final de 2020, por exemplo, os canais de youtubers brasileiros Zangado e Ei Nerd foram alvos desses ataques, que burlaram até mecanismos de segurança da rede social.

Com 1,2 milhão de inscritos, o Loop Infinito acabou sendo a mais nova vítima, apesar de os donos já terem recuperado a posse do canal. Mesmo assim, um professor da USP de São Carlos, do setor de computação, viu uma oportunidade para criticar as criptomoedas, afirmando que elas são boas apenas para que hackers ganhem dinheiro.

Segundo Fernando Osório, tentar ganhar dinheiro com criptomoedas é coisa de especuladores, hackers, egoístas e criminosos.

“Hacker mostrando que Criptomoedas é algo sério, seguro, de gente do bem… #SQN (só que não). Tentar ganhar dinheiro com criptomoeda é coisa de especulador, hacker, egoísta e criminoso.”

Após atacar o setor, o professor da USP direcionou a fala ao Bitcoin, informando que a moeda não gera nada de útil para a sociedade, que só vê gastos de energia inúteis sendo realizados.

Ele ainda disse que na maioria das vezes as criptomoedas são golpes, recomendando que as pessoas devem investir apenas em ações.

“Bitcoin, por exemplo, só gasta energia, não gera nada útil (desenvolvimento, retorno e bem estar social, o que for! – e ainda gasta recursos naturais/energia), e na maioria das vezes é golpe! Quer investir, invista em algo que seja positivo para o país, para a indústria, para todos: ações!”

Professor da USP detona o Bitcoin em redes sociais
Professor da USP detona o Bitcoin em redes sociais/Facebook

Hackers têm pedido criptomoedas como pagamentos em invasões, visto que são mais difíceis de rastrear em relação às moedas nacionais, mas ferramentas já monitoram essas atividades e vários foram presos.

Em 2020, por exemplo, quando os hackers invadiram o Twitter e ocuparam as contas de presidentes dos Estados Unidos e grandes personalidades, o FBI investigou e já prendeu várias pessoas.

Procurado pelo Livecoins para comentar sobre sua visão sobre as criptomoedas, o professor não respondeu até o fechamento da matéria.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Queda da Dogecoin DOGE despenca desvalorização brasileiro

Brasileiro perde R$ 2,6 milhões com queda da Dogecoin, mas ainda acredita na moeda

O brasileiro que mora nos Estados Unidos, Glauber Contessoto, perdeu R$ 2,6 milhões em Dogecoin com a recente queda da moeda no mercado. O fenômeno...
LNBTC

Usuário avisa empresas sobre falha em serviços de custódia da Lightning Network

Reckless Satoshi, um usuário do Reddit, fez uma postagem relatando que serviços de custódia que trabalham com a Lightning Network tinha um ponto de...
Ethereum. (Imagem: Adobe Stock)

Pânico? R$6,6 bilhões em Ethereum saíram das exchanges na semana passada, R$4,2 bi voltaram...

Na quarta-feira passada, dia 15 de setembro, cerca de 363.240 ETH foram sacados de exchanges centralizadas, ontem, no entanto, 258.050 ether voltaram para endereços...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias