“Bitcoin pode ​​se decompor completamente”, diz gerente geral do BIS

Ele também disse que o Bitcoin é uma "reserva de valor pobre" com uma "estrutura de mercado opaca" que está sujeita à "manipulação de preços".

Siga no

Em uma palestra sobre “Moedas digitais e o futuro do sistema monetário”, o gerente geral do Banco de Compensações Internacionais (BIS), Agustin Carstens, resumiu sua opinião sobre o Bitcoin. Ele disse nesta quarta-feira (27) que o Bitcoin é altamente especulativo, “intensamente dependente de energia”, carece de “respaldo de valor” e “pode ​​muito bem se desintegrar completamente”.

Carstens abordou a digitalização de moedas nacionais por meio de moedas digitais de bancos centrais (CBDCs) e comentou sobre a emissão de stablecoins privadas, bem como sobre os desenvolvimentos recentes do Bitcoin.

Mostrando-se aberto ao conceito de CBDCs, Carstens compartilhou dados indicando que a probabilidade de bancos centrais de todo o mundo emitirem suas próprias moedas digitais está aumentando.

“Bitcoin pode se decompor completamente”

O desenvolvimento de CBDCs não deve ser visto como uma reação ao surgimento de criptomoedas ou projetos corporativos de stablecoins, mas sim como uma pesquisa pró-ativa em “uma nova forma de dinheiro […] de acordo com os mandatos do banco central”, disse.

E são os bancos centrais que devem emitir moedas digitais, de acordo com Agustín, já que “a moeda sólida é fundamental para nossa economia de mercado, e são os bancos centrais que estão em uma posição única para fornecê-la”.

“Os investidores devem estar cientes de que o Bitcoin pode se decompor completamente, porque o sistema se torna vulnerável à maioria dos ataques à medida que se aproxima de seu suprimento máximo de 21 milhões de moedas”, disse o gerente geral do BIS em um discurso para a Hoover Institution.

Vulnerabilidade do Bitcoin, de acordo com o gerente geral do BIS
Vulnerabilidade do Bitcoin, de acordo com o gerente geral do BIS

Stablecoins

As stablecoins também foram criticadas por Carsten. Apesar de ele ter reconhecido que “pode ​​haver casos de uso significativos para stablecoins”, ele enfatizou que há “sérias preocupações de governança se uma entidade privada emitir sua própria moeda e for responsável por manter o respaldo de seus ativos”.

Emissão de CBDCs por governos
Emissão de CBDCs por governos

Carsten se referiu a moeda Diem do Facebook (anteriormente chamada de Libra) como exemplo, ele afirmou que stablecoins privadas “não podem servir de base para um sistema monetário sólido”, e que quaisquer stablecoins emitidas de forma privada devem estar sujeitas a regulamentação e supervisão pesada.

“Para que o dinheiro digital exista, o banco central deve desempenhar um papel central, garantindo a estabilidade do valor, garantindo a elasticidade da oferta agregada desse dinheiro e supervisionando a segurança geral do sistema”.

Inimigo do Bitcoin

Ainda assim, disse, as stablecoins privadas são “certamente mais confiáveis ​​do que o Bitcoin”. Carstens descreveu o mecanismo de consenso do Bitcoin de forma bastante adequada, como um “sistema de governança descentralizado, onde a validade de um pagamento depende de alcançar consenso entre os participantes da rede sobre o que conta como pagamentos válidos.”

Na prática, porém, Carstens vê o Bitcoin como um “ativo especulativo”, não uma forma de dinheiro, referindo-se a ele como “Tesla sem os carros:

“Os investidores ficam fascinados por isso, mas o valor real do apoio está faltando.”

Carstens também descreveu a rede do Bitcoin como uma “comunidade de jogadores online, que trocam dinheiro real por itens que só existem no espaço cibernético”.

Ele também acredita que o Bitcoin é uma “reserva de valor pobre” com uma estrutura de mercado opaca que está sujeita à manipulação de preços.

BIS: Bitcoin se decompor
BIS: Bitcoin se decompor

Esta não é a primeira vez que Carstens critica a moeda digital, em 2018 ele afirmou que o “Bitcoin é uma combinação de bolha, ponzi e desastre ambiental.”

“Embora o Bitcoin talvez tenha a intenção de ser um sistema de pagamentos alternativos sem envolvimento do governo, ele se tornou uma combinação de uma bolha, um esquema Ponzi e um desastre ambiental.”

Apesar das críticas, em 11 anos de história o Bitcoin nunca sofreu um ataque bem sucedido devido a sua rede descentralizada que, diferente das afirmações de Carstens, só está aumentando e ficando cada dia mais segura.

A palestra de Cartens pode ser lida neste link.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Empresário com uma mala entrando em uma abertura em forma de bitcoin na parede

Bilionários participarão de evento que ensina empresas comprar bitcoin

Dois bilionários do mercado de Bitcoin participarão de um evento para que mais empresas conheçam sobre a tecnologia. No ano de 2021, a MicroStrategy...
Moeda Bitcoin e gráficos com câmera de segurança e vigilância

E se o prêmio do Big Brother Brasil fosse em Bitcoin?

Uma página fez um levantamento sobre quanto os vencedores do Big Brother Brasil teriam se tivessem comprado Bitcoin com o prêmio recebido. A página...
Top Influencer LinkedIn Gustavo Caetano

CEO da Sambatech vende carro e investe em criptomoedas

Um brasileiro TOP influencer no LinkedIn revelou que vendeu seu carro e investiu todo o valor em criptomoedas e fundo imobiliário. Fundador e CEO...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias