Bitcoin pode registrar maior queda semanal desde março de 2020

O mercado de criptomoedas perdeu quase US $ 400 bilhões nos últimos 5 dias.

Siga no
Queda Bitcoin
Queda Bitcoin

O preço do Bitcoin está em forte queda nesta sexta-feira (26). Com uma perda de 7% nas últimas 24 horas, o ativo digital está caminhando para registrar a pior queda semanal desde março de 2020, quando caiu 41% em apenas 7 dias.

Na última semana o Bitcoin registrou uma queda de 16,83%, a criptomoeda chegou a ser negociada por US $ 57,295 no domingo (21), e caiu para US $ 44,575 hoje, ou seja, uma perda de mais de 12 mil dólares.

Se a moeda não se recuperar até o próximo do domingo (28), o mercado verá o pior desempenho semanal desde março de 2020, quando a pandemia afetou o mercado da criptomoeda.

Bitcoin 26 02 21
Bitcoin 26 02 21

Bitcoin cai pela segunda vez em uma semana

A segunda queda de preços do Bitcoin esta semana enviou uma onda de nervos ao mercado com telas vermelhas para quem acompanha o ativo.

Depois de cair de US$ 58 mil para cerca de US $ 52 mil na segunda (22), no que foi a pior queda diária da história, os sinais de recuperação estavam começando a sugerir que a moeda digital entraria em uma nova alta, contudo, após chegar em US $ 55.000 na terça-feira (23), voltou a cair.

O mercado de criptomoedas perdeu quase US $ 400 bilhões nos últimos 5 dias. O valor total das criptomoedas atingiu o maior recorde histórico de US $ 1,75 trilhão no sábado (20), mas caiu para cerca de US $ 1,36 trilhão agora.

Quedas semanais Bitcoin 2020 - 2021
Quedas semanais Bitcoin 2020 – 2021

A queda do preço do Bitcoin surge em meio a um caos mais amplo nos mercados globais, à medida que um aumento nos rendimentos dos títulos anuncia expectativas crescentes de inflação.

Em face das oscilações do mercado, a moeda digital levanta dúvidas sobre sua eficácia como reserva de valor, um argumento-chave entre os defensores do ativo.

Os críticos estão aproveitando para atacar a moeda, chamando-a de bolha especulativa e prevendo uma queda similar ao que aconteceu em 2018, isso é, 80% de perdas.

Muitos touros veem o valor do Bitcoin explodindo no futuro, conforme a adoção continua. Então a queda atual é vista com naturalidade por entusiastas antigos da moeda digital.

A montanha-russa do Bitcoin, portanto, continua como sempre foi, atraindo curiosos que possam estar interessados ​​em colocar dinheiro na criptomoeda.

Para aqueles determinados a manter o Bitcoin no longo prazo, o ativo ainda está em alta de cerca de 80% somente em 2021.

Enquanto algumas pessoas estão vendendo a moeda temendo uma queda pior, outros estão aproveitando a baixa para acumular ainda mais moedas.

Este semana, por exemplo, enquanto a moeda digital caminhava para registrar uma de suas maiores perdas, diversas empresas anunciaram investimento no ativo.

A mais notável delas é a A MicroStrategy, cujo CEO é Michael Saylor. A empresa anunciou que comprou mais US $ 1 bilhão em Bitcoin nos últimos dias.

Ou seja, enquanto a queda nos preços é vista como ruim para alguns, é uma oportunidade para outros.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Idoso segurando Bitcoins aposentadoria

Empresa passa a oferecer aposentadoria com Bitcoin

Uma parceria entre três empresas do mercado de criptomoedas possibilitou a criação de um produto de aposentadoria com Bitcoin. Os planos de aposentadoria, normalmente chamados...

Líder de pirâmide com Bitcoin é solto e volta a aplicar golpes prometendo lucros

Mesmo depois de ter sido preso e indiciado pela Polícia Civil, o dono da pirâmide financeira "Medina Bank", Izaltino Medina Filho, de 60 anos,...

Modelo do Instagram vende seu “amor” em forma de criptomoeda

O mercado dos tokens não-fungíveis (NFTS) realmente se tornou uma grande moda nos últimos meses, sendo uma forma que muitos escolheram para vender peças...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias