Empresas compraram Bitcoin na queda, aponta analista do mercado

Novos anúncios de compra acontecem após grande queda nos preços das criptomoedas.

Siga no
Baleia jubarte pulando Bitcoin
Baleia jubarte pulando

Ainda que o Bitcoin tenha começado a se recuperar da queda do início da semana, muitos ficaram assustados com o movimento. Enquanto os pequenos correram para vender, um analista afirma que as empresas compraram ainda mais Bitcoin durante a baixa.

Tudo ia bem com o preço do Bitcoin até o último sábado (20), quando a moeda digital chegou a ultrapassar US $ 58 mil. Contudo, um temor no mercado fez com que a cotação da criptomoeda despencasse até US$ 44.800,00 na última segunda, dois dias após renovar o recorde.

Hoje, o Bitcoin recuperou levemente sua cotação, chegando a ser cotado por US$ 51.500,00 nas corretoras. A nova alta pós-queda pode ter sido causada principalmente por empresas, que acreditaram na tecnologia, mesmo com a queda.

Empresas compraram muito Bitcoin na queda, na contramão dos pequenos investidores

Os endereços que possuem mais de mil bitcoins são considerados neste mercado como baleias. Ao longo da história da moeda, muitas eram anônimas, mas tudo mudou no último ano.

Isso porque, grandes empresas estão se posicionando em Bitcoin e apresentando detalhes de suas compras publicamente. Nos últimos dias, por exemplo, a Square comprou mais Bitcoin, registrando hoje 5% do dinheiro da empresa na moeda digital.

Outras que compraram mais Bitcoin na última semana foram a Grayscale e a MicroStrategy. No caso da Grayscale, a empresa teria comprado US$ 350 milhões, todos durante a queda do dia 22, apontou o TrustNodes.

De acordo com Ki Young Ju, analista de mercado e fundador da CryptoQuant, a Coinbase registra um movimento interessante nesta quinta-feira (25). Segundo observado por Ki, 13 mil bitcoins teriam saído da corretora para outras carteiras, significando uma possível compra na baixa por empresas.

“Parece que aqueles BTC foram para várias carteiras de custódia da Coinbase. Os investidores institucionais dos EUA ainda estão comprando Bitcoin ao preço de 48k.”

MicroStrategy se isola como uma das “maiores baleias de bitcoin” entre instituições

A MicroStrategy, empresa de Michael Saylor, acabou comprando mais US $ 1 bilhão em Bitcoin nos últimos dias. Ou seja, essa é mais uma empresa a confirmar a compra na última semana, possivelmente durante a queda do Bitcoin.

Com a nova compra, a MicroStrategy se isola como uma das maiores baleias institucionais de Bitcoin. A empresa que já tinha mais bitcoins até que o governo dos Estados Unidos, agora possuí 90 mil moedas em sua posse.

O CEO da empresa comemorou a nova aquisição de sua empresa em uma postagem pelo Twitter.

Saylor afirma que o preço médio pago em cada Bitcoin adquirido pela empresa está em US$ 23.985,00. Ou seja, considerando o preço do Bitcoin hoje em US$ 51.500,00, a MicroStrategy mais que dobrou o valor de sua aquisição.

Considerando que a MicroStrategy fez o primeiro investimento em Bitcoin no mês de agosto de 2020, seu retorno hoje é de 114%. A MicroStrategy já gastou US$ 2.171 bilhões em suas compras, quase R$ 12 bilhões.

Por fim, o site BitInfoCharts organiza uma lista dos endereços de Bitcoin mais ricos da história. É possível ver que os cinco endereços mais ricos hoje possuem mais de 90 mil Bitcoins, mas a MicroStrategy se torna a sexta maior baleia de Bitcoin, segundo o índice.

Endereços mais ricos de Bitcoin em 25/02/2021
Endereços mais ricos de Bitcoin em 25/02/2021 – BitInfoCharts

Para os pequenos investidores que alimentaram essas baleias, só resta o lamento, uma vez que o Bitcoin é uma moeda com oferta escassa.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Bitcoin lua. Imagem: ShutterStock

Número de usuários de criptomoedas dobra em 6 meses e Bitcoin se torna o...

Com o Bitcoin voltando a valorizar, chegando próximo da casa dos US$ 40 mil, muitos outros fundamentos da rede continuam crescendo de forma positiva....
Bandeiras dos Estados Unidos, Alemanha e Bitcoin

Inflação nos EUA supera expectativas do Fed, sindicatos exigem aumentos salariais na Alemanha

A inflação nos Estados Unidos, maior potência mundial, e da Alemanha, maior economia da Europa, é maior que era prevista pelo mercado financeiro. O...
Binance Flag. Imagem: ShutterStock

Maior corretora de criptomoedas do mundo cedeu para a regulação? Vai pesar o mercado?

A vida não está nada fácil para a Binance: 25/Jun: Regulador do Japão emite alerta; 26/Jun: Ontário no Canadá pede pra Binance bloquear usuários; ...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias