Bitcoin reage a anúncio do Fed e registra queda de 10%

Influenciadas pelo Bitcoin, as criptomoedas alternativas também apresentaram forte queda nesta quinta-feira (5). No total, mais de 125 bilhões de dólares (R$ 633 bi) desapareceram do mercado em poucas horas.

Urso em cima de moedas físicas de Bitcoin e outras criptos, representando um mercado de baixa.
Urso em cima de moedas físicas de Bitcoin e outras criptos, representando um mercado de baixa.

O Federal Reserve, conhecido apenas por Fed, anunciou o aumento de 0,5% na taxa de juros americanas nesta quarta-feira (4). Talvez por ser um número já previsto pelos investidores, que temiam inclusive um aumento maior, o Bitcoin chegou a ter uma leve alta.

Contudo, seu preço despencou 10% nesta quinta-feira (5), acompanhando a tendência do mercado acionista. Como destaque, o S&P 500, índice que reúne as 500 maiores empresas dos EUA, está registrando queda diária de 4%, similar a outros índices.

Antes lutando para manter-se acima dos 40 mil dólares, tal queda pode ter grande significado para o resto de 2022. Afinal, esta pode ser o verdadeiro início do chamado inverno das criptomoedas.

Criptomoedas acompanham queda do Bitcoin

Influenciadas pelo Bitcoin, as criptomoedas alternativas também apresentaram forte queda nesta quinta-feira (5). No total, mais de 125 bilhões de dólares (R$ 633 bi) desapareceram do mercado em poucas horas.

A queda em questão teve início durante o período da manhã, em simultâneo com a abertura das bolsas dos EUA. Portanto, isso mostra uma correlação entre os mercados cripto e acionista, causado principalmente pela entrada destes últimos nas criptomoedas.

S&P 500 (SPX), 15 minutos. Fonte: TradingView
Bitcoin (BTC), 15 minutos. Fonte: TradingView

Sendo assim, o atraso na resposta do Bitcoin está claramente ligado ao mercado acionista, que também apresentou uma ligeira alta antes de desabar. Portanto, o ataque de governos às criptomoedas, afirmando que as mesmas são perigosas devido à volatilidade, estão cada vez mais fracos, afinal todos mercados são abalados pela mesma.

Inverno das criptomoedas

Embora o Bitcoin já esteja longe de seu topo histórico, registrado em novembro, o distanciamento da região dos 40 mil dólares é preocupante. Além disso, este é o menor preço do Bitcoin desde fevereiro deste ano.

Quanto as criptomoedas alternativas, tiveram o mesmo caminho das ações e do Bitcoin. O gráfico abaixo, de um índice da FTX composto por 10 altcoins (ETH, EOS, BCH, BNB, LTC, XRP, TRX, DOT, LINK e ADA), mostra bem essa ligação.

Altcoin Index Perpetual Futures (ALTPERP) da FTX, 15 minutos. Fonte: TradingView

Apesar de existir o risco de estarmos entrando em um “inverno das criptomoedas”, com um mercado de baixa duradouro devido à tentativa de governos de controlar a inflação, este pode ser um bom momento para acumular mais satoshis com a estratégia DCA.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias