O “inverno cripto” chegou?

Alguns analistas apostam em um superciclo do bitcoin, no entanto, é sensato esperar que uma reversão chegue antes do próximo halving.

Siga no
Inverno Cripto
Inverno Cripto

Após semanas lateralizando, o bitcoin sofreu correções mais fortes e chegou a bater o preço de US$ 39.500, após Fed anunciar que começaria a elevar as taxas de juros. 

Umas das narrativas mais comuns que aparece no mercado quando o bitcoin sofre correções é a famosa chegada do “inverno cripto“, no entanto, o ciclo de alta permanece intacto.

A dinâmica da elevação das taxas de juros para conter a inflação pode afetar o preço do bitcoin no curto prazo, porém, os fundamentos permanecem sólidos.

As métricas continuam apontando um grande ciclo de alta no mercado.

Endereços novos ainda em patamares baixos

O gráfico abaixo mostra os novos endereços (linha verde) e os endereços totais (linha laranja). Perceba que na última perna de alta (bull run) em 2017, os endereços novos superavam os endereços totais.

Atualmente os endereços novos permanecem em patamares baixos, visto que quando os novos endereços superam os endereços totais há um sinal de euforia no mercado.

Imagem: Glassnode

Volatilidade do Bitcoin

O gráfico abaixo mostra a volatilidade do bitcoin (linha azul) e o preço (linha branca), perceba que em 2017 a volatilidade acompanhou os topos antes da reversão, ou seja, o bitcoin teve uma volatilidade maior nos estágios finais do ciclo de alta.

Imagem: Messari

Por outro lado, entre fevereiro e maio de 2021, onde houveram momentos de grande euforia, esta dinâmica não foi observada, portanto, por esta métrica não há sinais de que o ciclo de alta acabou.

Imagem: Messari

Nos estágios finais do ciclo de alta, todavia a volatilidade do bitcoin tende a ser maior, inclusive acompanhar os topos.

Superciclo do bitcoin

Historicamente os ciclos de alta do bitcoin começam após o halving, evento da rede que ocorre a cada quatro anos.

Pela primeira vez, o bitcoin está atravessando um ciclo de alta muito lenta em termos de tempo, ao contrário dos ciclos anteriores que acostumavam ser mais “curtos”, porém, nunca houve um cenário macroeconômico tão complicado quanto hoje.

O iminente aumento na taxa de juros pode derrubar o mercado de criptomoedas no curto prazo, assim como o mercado tradicional, pois haverá uma precificação de ativos.

Alguns analistas apostam em um superciclo do bitcoin, no entanto, é sensato esperar que uma reversão chegue antes do próximo halving.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Lorena Almada
Estudante de Engenharia Eletromecânica. Apaixonada por Economia. Seguidora da Escola Austríaca. Entusiasta do Bitcoin, descentralização e liberdade.
Mercado Livre e Mercado Bitcoin

Mercado Livre anuncia investimentos na Mercado Bitcoin

Operação reforça a presença da companhia no universo cripto, impulsionando seu desenvolvimento e adoção na região.  Paxos potencializa a experiência de transação de...
Notas de dólar

Fed lança relatório sobre dólar digital, porém não toma decisão

O Banco Central dos EUA, Federal Reserve (Fed), publicou um estudo de 40 páginas ressaltando pontos positivos e negativos da implementação de sua CBDC,...

Neymar compra 2 NFTs por R$ 6 milhões

O Twitter Blue é uma versão paga do Twitter que permite que os usuários possam ter diferentes vantagens e recursos e recentemente a rede...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias