BNB Chain se diz menos descentralizada que Ethereum

Apesar de ter menos validadores que o Ethereum, a BNB Chain disse que ainda tem uma tecnologia melhor que outros.

A rede criada pela Binance, BNB Chain, foi alvo de um ataque de bilhões de reais no último dia 6 de outubro, e foi criticada pela comunidade de criptomoedas pela forma como lidou com a situação, que pode não ter sido descentralizada.

Isso porque, em poucos minutos após o ataque sofrido em sua rede, a blockchain foi paralisada, com o CEO da Binance, CZ, dizendo que os validadores haviam parado de validar blocos.

Essa experiência levou muitos a questionarem o futuro do ecossistema de tokens que tem rivalizado com o Ethereum, visto que uma rede centralizada é fácil de ser manipulada.

BNB Chain se diz menos descentralizada que o Ethereum

O ecossistema Binance Smart Chain, atualmente chamado BNB Smart Chain, foi posto a prova com o ataque dos últimos dias em sua ponte de tokens BEP2 para BEP20.

Após o problema, a BNB Chain estuda fazer um hard fork para correção das vulnerabilidades e evitar que a rede volte a ser roubada.

Em um novo comunicado nesta terça-feira (11), a rede defendeu ser um ecossistema descentralizado, embora menos que o Ethereum. De acordo com a ideia deles, a descentralização do ecossistema é uma agenda a ser percorrida, que com o tempo deve acontecer.

“A BNB Chain é uma rede descentralizada e orientada para a comunidade. As comparações de descentralização tornaram-se comuns em nosso setor, uma maneira de colocar as cadeias umas contra as outras e discernir quem lidera o grupo. Embora essas comparações sejam frequentemente distribuídas com suas próprias agendas, queremos apontar dados factuais específicos que descrevem nosso próprio progresso a esse respeito. O BNB Chain é menos descentralizado que o Ethereum agora, mas mais descentralizado do que muitos outros. Ele se tornará cada vez mais descentralizado à medida que nossa equipe de tecnologia continuar progredindo. O BSC (BNB Smart Chain) já está a caminho de 41 validadores ativos e um total de 80 a 100.”

De 44 validadores, apenas 26 estão ativos

O ataque da última semana surpreendeu a comunidade de criptomoedas. Além disso, o tempo de resposta para congelar fundos na rede e suspender até a corretora PancakeSwap foi outro motivo que muitos se preocuparam.

E no comunicado desta terça, a rede deixa claro que são 44 validadores, mas apenas 26 estão ativos atualmente. Para a BNB Chain, a rede deve se tornar mais descentralizada no futuro.

Sobre o hack da última semana, a Binance nega que sua corretora tenha sido atacada, como disseram algumas fontes. Assim, apenas a ponte de tokens de seu ecossistema teve problemas, dos quais 100 milhões de dólares continuam perdidos.

“Quase US$ 570 milhões foram cunhados e levados pelo hacker. US$ 100 milhões permanecem não recuperados e retirados da cadeia pelo hacker. Nenhum usuário ou fundos de usuários foram afetados.”

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias