“BRICScoin”: membros do BRICS pressionam criação de moeda comum do bloco

Apesar de vontade dos países em criar moeda comum, pauta ainda depende de vários fatores que podem barrar avanço do projeto.

Vários membros do BRICS, bloco de países composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, pressionam para a criação de uma moeda comum para que todos evitem o uso de Dólar em transações entre eles.

De acordo com a Bloomberg, membros do BRICS na África do Sul estão entre os mais interessados em evitar o uso do Dólar. O país é o próximo a receber uma reunião da cúpula, e a Ministro de Relações Internacionais, Naledi Pandor, confirmou o tópico na agenda.

No entanto, é importante lembrar que a criação de uma moeda única exigiria uma série de acordos políticos, econômicos e financeiros complexos entre esses países. Para isso, a próxima reunião do BRICS, deverá tornar o assunto mais consolidado e avençar a agenda do bloco.

Apesar de desejo de moeda comum do BRICS, empresas não veem o fim do Dólar próximo

Apesar da disposição dos países em conversar sobre o assunto, a ministra sul-africana entende que ainda é muito cedo para cravar uma nova moeda entre os países.

Isso porque, a discussão deve considerar as particularidades de cada país, além de suas economias. Contudo, considerando que 40% da população mundial mora nos países do bloco BRICS, a chegada da moeda é uma inovação de alto impacto.

Assim, a ministra Naledi Pandor disse que os países não podem perder tempo e devem avançar nas discussões sobre o tema. Economicamente falando, o BRICS hoje é uma potência que faz frente até as nações do G7.

Contudo, fontes consultadas pela Bloomberg entendem que o fim do Dólar não é o objetivo da “BRICScoin”, e a moeda norte-americana deve continuar soberana por um bom tempo.

Não está claro ainda como o projeto da moeda BRICS avançará, se os países pretendem criar uma CBDC com base em blockchain ou não, mas a agenda segue avançando.

Entenda o conceito de uma moeda comum

Uma moeda comum é uma única moeda compartilhada entre vários países ou regiões, como o Euro, por exemplo. Em outras palavras, todos os países que adotam uma moeda comum usam a mesma moeda em vez de suas próprias moedas nacionais.

Se o BRICS criasse uma moeda conjunta, ela poderia ser uma moeda comum se todos os países concordassem em adotá-la como sua moeda oficial, em vez de suas próprias moedas nacionais. Essa moeda comum seria usada em todos os países membros do BRICS e seria regulada por um banco central conjunto.

No entanto, é possível que os países do BRICS adotem uma moeda conjunta, como a “moeda BRICS” ou “BRICScoin”, e ainda permitam que suas moedas nacionais continuem em circulação.

Nesse último caso, a moeda conjunta seria utilizada principalmente para transações entre os países do BRICS. Ela também pode ter uma função como reserva de valor, enquanto as moedas nacionais continuariam a ter seu uso dentro de cada país para transações locais.

Ou seja, ainda não está claro qual o padrão de uso de uma moeda criada pelo BRICS. De qualquer forma, o mundo todo acompanha o assunto de perto, inclusive os EUA, que pode perder sua hegemonia monetária.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias