Calculadora de impostos de criptomoedas facilita vida de traders novos e antigos

Especialistas de empresa de Porto Alegre criaram solução que atende traders de criptomoedas e da Bolsa de Valores.

Realizar o cálculo de impostos em operações envolvendo criptomoedas e declarar tudo para a Receita Federal do Brasil é uma exigência feita ao mercado desde 2019, ainda que muitos sigam com dúvidas de como proceder com segurança na entrega de suas informações.

Como um tema novo, ainda são poucos os profissionais de contabilidade que atuam na área.

Assim, uma fintech gaúcha apresentou sua solução ao mercado, para ajudar tanto negociantes de criptomoedas, quanto da bolsa de valores. Vale lembrar que as declarações devem ser feitas pelos próprios investidores e por corretoras.

Fintech do Rio Grande do Sul lança calculadora de impostos de criptomoedas e ações

De acordo com estimativas de Nelogica, fintech responsável pela Akeloo, Calculadora de Imposto de Renda focada em investidores e traders de Bolsa de Valores e Criptomoedas, o ano de 2022 recebeu pelo menos 1,3 milhão de novos investidores.

Caso os investidores não recolham corretamente as informações, podem pagar multas e juros. Além disso, podem ter o CPF bloqueado por cair na malha fina da receita.

A solução, para Gustavo Filardi, é buscar ajuda para não cometer erros por conta do desconhecimento tributário.

“Esse desconhecimento tributário pode ainda fazer com que o investidor deixe de aproveitar reduções, benefícios e prejuízos dedutíveis, previstos nas regras do Imposto de Renda.”

Segundo o executivo, os investidores que não acompanham mensalmente suas operações podem gastar muito mais tempo para apurar os resultados anuais de uma só vez.

“Para aqueles que negociam criptoativos, também é necessário fazer a apuração mensal dos resultados e a de declaração anual de IR. Apesar do tratamento tributário para criptoativos ser um pouco diferente do que os investimentos em Bolsa, a dinâmica é semelhante, precisando calcular e pagar mensalmente o Imposto de Renda, nesse caso sobre ganho de capital, e também declarar bens e direitos, rendimentos e resultados, uma vez por ano.”

Operações de staking de criptomoedas também devem constar no registro para Receita

De acordo com o executivo da fintech, investidores de criptomoedas devem obrigatoriamente pagar IRPF se registrarem lucros em vendas acima de R$ 35 mil em um mês.

Além disso, a calculadora produzida pela Akeloo já contempla declarações de staking e permuta de criptomoedas, operações que a receita cobra a prestação de informações.

“Como os últimos meses foram de muitas perdas e volatilidade no mercado cripto, tem aumentado também a busca por operações alternativas, como staking, permuta e outros, a maioria delas já cobertas pela ferramenta.”

Para a Receita Federal do Brasil, lucros com criptomoedas são considerados ganho de capital, e já possuem uma descrição própria para que investidores informem seus históricos de negociações.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Últimas notícias