Carecas da Jamaica

Em criptos, estamos na fase 1, onde a estrutura são as coins da blockchain. Ainda não existe um projeto que encoraje o público a utilizá-lo em seu dia a dia (gostem ou não); e enviar tokens de um lado para o outro por si só tem valor limitado.

Siga no

A preocupação do mercado com o preço do bitcoin é um indício do estágio inicial em que ele se encontra. Já assisti diversas entrevistas com Vitalik Buterin e em nenhuma lembro-me dele comentando os preços do ETH. Seu foco está em como aumentar a capacidade do ethereum de suportar mais (e melhor) aplicações.

Por que o mercado não é assim? Ele é assim, mas não com criptomoedas. O planejamento estratégico das empresas é acompanhado de perto, com leituras imersivas de seus relatórios e outros independentes sobre as indústrias onde atuam. Curtidas em tweets não são a mesma coisa.

O fim almejado é a melhor alocação possível do capital. A diferença entre a especulação ignóbil em criptos e o investimento consciente feito em empresas é a mesma que existe entre um surfista e um navio pesqueiro. Ainda que compartilhem o mesmo mar, um enxerga a próxima onda; o outro, os cardumes. Notem que é possível surfar em ações (vide GME, AMC), mas quem nelas surfa?

Quando as criptos serão vistas vis-à-vis ações de empresas? As respostas vêm do passado; por sorte, o recente. A Internet foi o que as criptos são. As criptos serão o que a Internet é. Aí venceremos. Me explico.

Há 25 anos ninguém (empresas) sabia o que fazer com Internet. Com o tempo o e-commerce consolidou-se, em seguida a computação na nuvem, depois o streaming e o mobile. Hoje, quem não tem claro o papel da Internet nos seus negócios come grama pela raiz.

As empresas de infraestrutura (Cisco, Sun, Novell, AT&T) valorizaram-se primeiro. Hoje, o valor está nas empresas de aplicações (FAANGs) e nas que incorporam isso nos seus negócios (Alibaba, Uber, Airbnb, Paypal).

Em criptos, estamos na fase 1, onde a estrutura são as coins da blockchain. Ainda não existe um projeto que encoraje o público a utilizá-lo em seu dia a dia (gostem ou não); e enviar tokens de um lado para o outro por si só tem valor limitado.

A fase 2 inicia com essas aplicações surgindo e seus tokens valorizando-se em detrimento das coins que o suportam.

Por fim, notem que enquanto existe aquisição de empresas, não existe aquisição de criptos. Isso implica que os perdedores vão a zero. Já dizia o poeta “aos carecas da Jamaica, nada”.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
fernando benderhttps://greenfield-br.com
doutor em engenharia elétrica pela ufrgs, dev manager na greenfield.

Kid Bengala promete dar “madeirada” em quem vender criptomoeda

Após a sua grande carreira na indústria de filmes adultos, Clóvis Basílio dos Santos, mais conhecido como Kid Bengala, se tornou uma celebridade na internet...

Um dos maiores bancos dos EUA pode estar explorando empréstimos com Bitcoin

Com os bancos e outras instituições demonstrando cada vez mais interesse no criptomercado, podemos ver cada vez mais produtos ligados ao setor tradicional e...
Homem olhando bravo para notas amassadas de Real brasileiro enquanto segura o Bitcoin

Pesquisa revela que brasileiros acreditam no Real digital apenas no curto prazo

Muitos brasileiros acreditam no Real digital como uma tecnologia promissora de curto prazo, não para daqui a cinco anos. Pelo menos isso é o...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias