China controla 66% da mineração de Bitcoin, afirma pesquisa

Uma única província na China controla mais da metade da mineração do Bitcoin no mundo

Siga no
China e Bitcoin
China Bitcoin

Cerca de 66% do poder computacional da rede do Bitcoin está concentrado na China, graças à presença de grandes produtores de equipamentos de mineração no país e de baixos preços na eletricidade.

Segundo a Reuters, dois terços da hashrate do Bitcoin estão concentrados na China, onde estão sediadas empresas – como a Bitmain, MicroBT, e Canaan, que listou as suas ações na Nasdaq este ano – que produzem hardware usado para minerar bitcoin.

A notícia da Reuters cita como fonte dados da gestora de ativos digitais CoinShares que revelam que o hashrate concentrado no país subiu a 60% desde Junho. O chefe de pesquisa da empresa, Chris Bendiksen, afirmou que o aumento pode estar relacionado com as empresas citadas.

Bendiksen disse:

“Isso é positivo para a indústria de mineração chinesa. Se você é o primeiro a aumentar sua proporção de hashrate e pode fazer isso antes de seus concorrentes, isso é bom.”

O hashrate na rede do Bitcoin tem aumentado exponencialmente este ano, indo de cerca de 34 milhões de TH/s para cerca de 98 de TH/s milhões no seu pico, um aumento de mais de 150%. Alguns analistas acreditam que este aumento está relacionado com o halving que ocorrerá no ano que vem, que vai reduzir as recompensas por bloco de 12.5 BTC para 6.25 BTC.

Esta redução, dizem, relembra os investidores da escassez da criptomoeda e por norma leva a aumentos fortes no seu valor. Os mineradores podem estar tentando obter a maior quantidade possível de Bitcoins antes que a sua inflação seja reduzida para metade.

Uma única província na China controla mais da metade da mineração do Bitcoin

A CoinShares afirma também que o aumento está relacionado com o lançamento de equipamentos de mineração mais poderosas. As áreas com maior concentração de hashrate são as províncias de Yunna, Xinjiang, Mongólia interior e Sichuan. Esta última controla metade da hashrate global.

Existem outros centros de mineração de criptomoedas espalhados pelo mundo, incluindo alguns na Rússia, Gronelândia, Cazaquistão, e Estados Unidos. A Bitmain, por exemplo, lançou recentemente uma fazenda de mineração no Texas.

Como tínhamos visto no Livecoins, dados recentes mostram que a receita total da mineração de Bitcoin já é superior a US $ 14 bilhões, equivalentes a cerca de R$ 58 bilhões. A maior parte destes rendimentos acumulou-se ao longo dos últimos três anos.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Francisco Memoria
Francisco juntou-se à comunidade crypto em 2016, altura em que começou a escrever para várias publicações na área, incluindo Bitcoin.com, CCN, e The Merkle, entre outras. Apoia o libertarismo, e é grande fã e tecnologia.
Criptomoeda Tether com sinais vermelhos

Michael Burry faz alerta sobre criptomoeda Tether

O lendário trader Michael Burry compartilhou em seu Twitter que a criptomoeda Tether pode estar no meio da confusão da Evergrande na China. Vale notar...
Dedo encostando em aplicativo da Binance

Binance está sendo investigada por manipulação de mercado, diz Bloomberg

A maior corretora de criptomoedas do mundo, Binance, está sendo investigada nos Estados Unidos por suposta manipulação de mercado e inside trading, de acordo...
Rússia-ban-Bitcoin Imagem: Shutterstock

Rússia diz que vai “salvar” população de investir em criptomoedas

O Banco Central da Rússia começou a trabalhar com os bancos locais para desacelerar os investimentos em criptomoedas, a fim de reduzir os riscos...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias