Home Notícias Coinbase bloqueia Wikileaks - Julian Assange

Coinbase bloqueia Wikileaks – Julian Assange

-

Compartilhe
Coinbase bloqueia Wikileaks

O movimento Wikileaks teve sua conta na Coinbase bloqueada, Wikileaks Shop, sem qualquer explicação pela empresa. Movimento Cypherpunk que vazou dados do governo pede boicote a exchange.

O Movimento Cypherpunk segue acompanhando mais um capítulo de empresas em seu encalço, e o alvo da vez é o fundador da Wikileaks, Julian Assange.

Desde que lutou contra a liberdade através da criptografia e se tornou um exilado pela sua luta, Julian Assange se tornou um alvo para governos mundiais e empresas.

Julian Assange atualmente encontra-se exilado na Embaixada do Equador em Londres, que inclusive teve seu acesso à internet suspenso no início de Abril de 2018.

Havia dado uma entrevista recente enaltecendo essa perseguição, e agradecendo o Governo dos EUA, de forma que assim pode conhecer o projeto das criptomoedas, em específico Bitcoin.

Coinbase bloqueia Wikileaks

Agora uma das mais antigas Exchanges fundadas no mundo, a Coinbase, resolveu sem dar uma explicação plausível, cancelar a conta na plataforma do Movimento Wikileaks.

Dessa forma, uma das instituições que mais atuam no mundo pela luta contra governos e empresas e sua corrupção, o Wikileaks chamou a comunidade mundial a realizar um boicote a Exchange Coinbase.

De acordo com a instituição porém, as doações em Bitcoin podem continuar a acontecer para a fundação sem fins lucrativos, que atualmente aceita Bitcoin, Litecoin, Zcash, Monero e Ethereum.

Várias figuras do mundo das criptomoedas correram em apoio a causa da Wikileaks, como por exemplo Andreas Antonopoulos, que disse ver “a Coinbase repetir a história“, em ilusão a uma antiga proibição da Paypal e Mastercard contra a instituição.

O Movimento Wikileaks age em defesa da privacidade na rede, e vazam documentos que expõe esquemas de corrupção mundial de governos e empresas, de forma que perseguições a integrantes do movimento são constantes.

As criptomoedas ganham mais um capítulo em sua história de combate a corrupção, dessa vez com uma empresa ligada ao setor atuando com censura contra uma entidade.

Seguimos acompanhando o caso atentamente, e a dúvida será se a Coinbase, que é uma empresa da Califórnia – EUA, voltará atrás da sua decisão ou irá se retratar?

Curta nossa página no Facebook e também no Twitterpara começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.

MAIS LIDOS

Congressistas entendem a diferença entre a Libra e o Bitcoin

A criptomoeda Libra tem sido associada ao Bitcoin, entretanto, há diferenças entre os projetos. De acordo com Charlie Shrem, os congressistas dos EUA conseguem...

Como ganhar dinheiro com a volatilidade do bitcoin

O Bitcoin é um ativo bastante volátil, ele possui mais de 63% de volatilidade anual. Isso significa que ele pode retrair ou expandir 63%...

Unick Forex, FX Trading e Zero10 Clube estão na mira de hackers que ajudam Polícia Federal em investigação

A Unick Forex e mais outras 50 empresas estão sendo investigadas por um grupo de hackers supervisionados por autoridades. O grupo ajuda na investigação...

Menor fração de bitcoin está prestes a valer mais que a moeda da Venezuela

Um satoshi de bitcoin (0.0000001 BTC) está quase valendo mais que o bolívar soberano da Venezuela. Os números revelam que um satoshi poderá valer...

Já é possível pagar aluguel com Bitcoin em imobiliária gaúcha

Uma imobiliária gaúcha permite que seus clientes paguem o aluguel através do bitcoin. A iniciativa traz ainda um cartão magnético que poderá ser utilizado...

Como fazer transações baratas com Bitcoin?

Muito se fala sobre o bitcoin ter taxas altas e transações lentas, de forma que hoje a escalabilidade da rede está em ampla discussão....
 

COMENTÁRIOS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Compartilhe