CoinMarketCap diz que 10 milhões de brasileiros possuem criptomoedas

Programa especial gravado pelo maior site do setor no mundo.

CoinMarketCap faz programa especial sobre adoção de criptomoedas no Brasil
CoinMarketCap faz programa especial sobre adoção de criptomoedas no Brasil /Reprodução

A apresentadora do canal do CoinMarketCap no YouTube, Jessica Walker, gravou um programa especial sobre a relação dos brasileiros com as criptomoedas.

Esse mercado está em alta no ano de 2021, após uma grande valorização do Bitcoin e uma consequente busca por inovações dentre a população local. Além disso, a tese de que esse é uma proteção contra inflação também levou pessoas a buscarem mais informações sobre o setor.

Ao procurar conhecer as criptomoedas e seus fundamentos, muitos buscam visitar o CoinMarketCap, que oferece o preço de várias moedas, sites dos projetos e até explicações sobre. Comunidades se reúnem nessa ferramenta, que pode ser hoje uma das maiores referências do setor no mundo todo.

Ao ver 10 milhões de brasileiros investindo em criptomoedas, CoinMarketCap faz programa especial

O CoinMarketCap apresentou para o mundo o mercado de criptomoedas brasileiro, afirmando que o crescimento local é acima da expectativa. Segundo uma estimativa apresentada por Jessica, o Brasil já tem 10 milhões de pessoas investindo no setor, o que representa 4,9% da população.

A maior parte dos investidores (40%) tem idade entre 20 e 25 anos, com 26% das pessoas com idade entre 26 e 40 anos. Esse crescimento no Brasil foi justificado pelo especial do CMC devido a uma maior institucionalização do mercado local, com empresas do mercado impulsionando o volume de negociações.

As estimativas do estudo apresentado dão conta que US$ 50 bilhões em criptomoedas são detidos por brasileiros hoje, o que daria algo em torno de R$ 283 bi.

“Cripto está crescendo no Brasil! Houve um grande salto no número de proprietários de criptomoedas em 2021. A institucionalização mais ampla de cripto alimentou o crescimento desta classe de ativos.”

Entre as justificativas principais dadas para o aumento do interesse em criptomoedas, o CoinMarketCap destacou que a inflação no Brasil pode ser um dos motivos que levou a população ao setor, aliado a uma população com idade média de 32 anos e que está acostumada com o ambiente digital.

Segundo o programa especial, o Brasil deverá liderar o crescimento do mercado de criptomoedas na região nos próximos anos.

CoinMarketCap já alcança acessos de “bancões” do Brasil

Chama atenção sobre o programa especial do CoinMarketCap sobre a relação dos brasileiros com as criptomoedas chega em um momento em que o site é um dos mais acessados no país, na categoria Finanças.

No mês de novembro de 2021, por exemplo, o CoinMarketCap foi o quinto site mais acessado por brasileiros. De acordo com o SimilarWeb mais de 17 milhões de acessos foram feitos neste site

Com essa marca, o CoinMarketCap perdeu em número de acessos apenas para o Serasa, Banco do Brasil, Santander e Itaú, ou seja, já rivaliza com os bancões do país no interesse da população.

CoinMarketCap é o quinto site de finanças mais acessado do Brasil, segundo similarweb
CoinMarketCap é o quinto site de finanças mais acessado do Brasil, segundo SimilarWeb /Reprodução

Esse grande site foi comprado pela Binance em abril de 2020, sendo estes dois os domínios com mais acessos pelo mundo no setor. O que chama atenção é que o ano de 2021 foi um divisor de águas para o mercado de criptomoedas, com mais atenção sendo dada a este setor até pela mídia tradicional brasileira.

O especial sobre o Brasil pode ser visto na íntegra pelo vídeo abaixo.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias