Colônia Contra-Ataca é hackeado com lives de criptomoedas e YouTube bane canal

Contas de dois youtubers brasileiros foi banida após lives falsas.

Siga no
Plataforma de mídia social do Youtube atrás de grades
Plataforma de mídia social do Youtube atrás de grades

Vários canais no YouTube foram hackeados nos últimos dias promovendo lives de criptomoedas, sendo um deles o “Colônia Contra-Ataca”. Mesmo recuperando o acesso de sua conta, o dono do canal recebeu uma mensagem do YouTube que seu perfil seria excluído.

Todas as pessoas que possuem contas em redes sociais devem habilitar autenticação de dois fatores em seus perfis, como medida básica de segurança. Quando esse perfil administra comunidades então, é fundamental manter o controle de acessos, de modo a evitar grandes riscos.

Nos últimos dias, o youtuber Júlio Cocielo, que tem mais de 20 milhões de seguidores, viu sua conta promover lives da criptomoeda Shiba Inu após sua conta ser hackeada. Ele chegou a ser acusado por alguns seguidores de promover a criptomoeda, mas negou ser verdade.

Em dezembro de 2020, um hacker explicou como canais do YouTube estão sendo roubados, uma prática ainda recorrente.

Colônia Contra-Ataca é hackeado com lives de criptomoedas e YouTube bane canal

Um dos maiores medos de youtubers que trabalham com a produção de conteúdos para monetização é levar “strike”. Isso ocorre quando alguma situação detectada na plataforma entra em desacordo com os termos de uso, punindo os canais e podendo até remover a monetização de seus criadores.

Nos últimos dias, o youtuber Wilson Rafael divulgou que havia tido seu canal com quase 900 mil inscritos hackeado, após lives com a imagem do criador do Ethereum, Vitalik Buterin.

As lives falsas foram transmitidas por um hacker que acessou a conta do brasileiro, ocasionando em vários problemas. Segundo o youtuber, ele não gosta de Bitcoin, ao pedir que seus seguidores que abandonaram seu canal voltassem.

Uma das sequelas do ataque foi levar strike pelos vídeos falsos que promoviam golpes com a imagem das criptomoedas. Além disso, o youtuber perdeu seu sinal de verificado, inscritos, e todos os seus vídeos foram colocados em modo privado, devendo ser voltado a público manualmente.

Quando realizava a ação, o dono do Canal Colônia Contra-Ataca recebeu uma mensagem do YouTube informando que seu canal foi excluído da plataforma. Segundo ele, a situação é lamentável, ao passo que seu trabalho de 10 anos foi finalizado por um ataque hacker.

Ataques hackers causando problemas no YouTube

E nos últimos dias outro canal que sumiu foi da influencer MariMoon, considerada uma das primeiras personalidades da internet no Brasil. Assim como o canal Colônia Contra-Ataca, a apresentadora publicou em seu Twitter que estava preocupada por seu canal ter sumido.

Ou seja, após vários casos de ataques contra youtubers, canais invadidos para promover lives falsas de criptomoedas estão sendo banidos pela rede social no Brasil. Outro que já foi afetado pelo ataque, Peter Jordan do Canal Ei Nerd, disse ser provável que os canais sejam recuperados, mas leva um tempo até que a equipe técnica consiga resolver o problema.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias