Comissão especial dos Deputados avalia utilizar Bitcoin como meio de pagamento, novas sessões em breve

Discussões avançam no plenário!

Siga no
Camara Deputados Brasil. Imagem: Wikipédia
Camara Deputados Brasil. Imagem: Wikipédia

A regulamentação do Bitcoin na Comissão Especial que tramita na Câmara dos Deputados vai voltar a andar. De acordo com a Rádio Câmara, as discussões no plenário voltam em breve.

Na Câmara dos Deputados uma comissão analisa o PL 2303/15, de autoria do Deputado Aureo Ribeiro. A ementa do projeto “Dispõe sobre a inclusão das moedas virtuais e programas de milhagem aéreas na definição de “arranjos de pagamento” sob a supervisão do Banco Central“.

Em um primeiro momento, contudo, a discussão sobre a tributação de programas de milhagem aéreas deverão ser tratadas a parte. O foco da comissão é dar um parecer sobre as criptomoedas para continuar a tramitar o projeto.

Comissão especial da Câmara dos Deputados voltará com sessões que avaliam Bitcoin em breve

A Comissão composta por deputados que avaliam o Bitcoin como meio de pagamento, fazem o trabalho desde 2015. A proposta apresenta aos deputados que as moedas digitais devem ser regulamentadas pelo Banco Central do Brasil.

Isso porque, com o BC de olho neste mercado, os usuários estariam mais seguros para comprar e vender criptomoedas. Ainda que o BC não consiga regulamentar a rede Bitcoin, nem a emissão de novas moedas, poderia colocar o olho nas transações. Principalmente aquelas que passam por corretoras e fintechs que trabalham com criptomoedas.

O Dep. Aureo Ribeiro defende que as criptomoedas, como o Bitcoin, devem ser declarados em Imposto de Renda (IRPF 2020). Além disso, defendeu, em entrevista à Rádio Câmara, que a regulamentação é o caminho mais seguro para os investidores.

Primeiro porque o Brasil começou a aumentar muito o uso de criptoativos. Segundo porque ela mexe com a economia mundial, hoje o Brasil tem 4 milhões de pessoas transacionando, investindo, comprando, vendendo algum tipo de moeda digital. Mexe economicamente, a gente tem alguns problemas ainda por falta de legislação, algumas pessoas que utilizam da falta de legislação para cometer crimes no Brasil. A gente precisa ter uma regulamentação que garanta quem está investindo

De acordo com a Rádio Câmara, “a comissão especial vai continuar o debate sobre os impactos da ausência de regulação do mercado das moedas digitais no Brasil“.

CPI criptomoedas Regulamentação Criptomoedas como o Bitcoin
CPI criptomoedas Regulamentação Criptomoedas como o Bitcoin

Falta de regulamentação é justamente o que atrai usuários para tecnologia das criptomoedas

A Rádio Câmara conversou com um professor de computação da UNB (Universidade de Brasília para saber mais sobre o assunto. De acordo com João Gondim, a falta de regulamentação é o principal benefício das criptomoedas.

A ideia básica era ter uma moeda que não estivesse sujeita a um controle central. A vantagem que as pessoas queriam ter quando criaram a moeda é ter um mecanismo que não tivesse a necessidade de um órgão central para decidir e regular aquele processo todo

A fala do professor segue a linha da proposta de Satoshi Nakamoto, que ao criar o Bitcoin, pensou em um meio de pagamentos independente de Bancos Centrais e governantes. A criação de Bitcoin, processo também chamado de mineração, é feito de forma independente, por interessados na tecnologia Bitcoin.

A justificativa para regulamentação das criptomoedas no Brasil é devido a sua associação com alguns crimes. O Deputado Aureo Ribeiro também defende que seu projeto de regulamentar as criptomoedas seja incluído na Reforma Tributária, que está em discussão no governo. O andamento do projeto poderá vir dias após o G20, do qual o Brasil faz parte, declarar que os países devem regulamentar o mercado com urgência.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Universidad Americana Imagem: Divulgação

Universidade privada do Paraguai vai aceitar pagamentos em Bitcoin e Ethereum

A Universidade Americana do Paraguai vai começar aceitar pagamentos em criptomoedas a partir de agosto, os alunos poderão pagar por cursos e graduação com...
Mulher usa ATM do Santander no Reino Unido

Santander testa ferramenta para rastrear criptomoedas

O Santander quer entender como os seus clientes usam as criptomoedas em simultâneo as contas correntes. Para isso, o banco testou uma ferramenta da...
john mcaffe

Suicídio de John McAfee em prisão na Espanha levanta suspeitas

John McAfee, fundador da empresa de tecnologia McAfee, foi encontrado morto na tarde de hoje (23) na cadeia espanhola de Brians 2, localizada em...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias