Competição do Telegram vai pagar R$ 1.2 milhão para desenvolvedores de blockchain

Criptomoeda do Telegram está com concurso em aberto até o próximo dia 15!

-

Siga no
Competição do Telegram quer desenvolvedores de blockchain
Competição do Telegram quer desenvolvedores de blockchain
Anúncio

O Telegram continua na corrida contra o tempo para lançar sua nova criptomoeda, chamada GRAM, precisando de mais desenvolvedores blockchain para isso. A novidade é que está em aberto um concurso que pode pagar até U$ 400 mil, cerca de R$ 1.2 milhão.

A maior premiação certamente irá para os vencedores do concurso, que terá mais premiações. Além disso, a premiação mínima será de U$ 200 mil, ou seja, R$ 800 mil para desenvolvedores de blockchain.

Telegram precisa urgente de bons desenvolvedores blockchain

A empresa é uma das gigantes a mirar as criptomoedas como futuro. De fato, além da Libra do Facebook, a criptomoeda do Telegram pode atrair muitas pessoas para o criptomercado.

Anúncio

Para isso, a Telegram tem corrido contra o tempo para o lançamento de sua moeda digital. O prazo para lançamento, previsto pelos investidores, deverá se esgotar 31 de outubro.

O que chamou a atenção é o novo concurso do Telegram para desenvolvedores blockchain, que irá ter altas recompensas. O concurso terminará no dia 15 de outubro próximo.

Os detalhes exigidos pelos participantes foram colocados em um arquivo .txt, disponível no canal oficial do concurso. De fato, até o momento o concurso já foi visualizado por mais que 300 mil pessoas. Isso poderia indicar que o interesse neste concurso atraiu muitos desenvolvedores blockchain para a causa.

Concurso está sendo conduzido dentro do próprio aplicativo

O Telegram está conduzindo a competição dentro do próprio aplicativo de mensagens. Os desenvolvedores blockchain interessados em participar deverão procurar o canal oficial (@contest) dentro do Telegram. Por lá, as regras de participação e objetivos estão detalhadamente explicados.

Outro detalhe interessante é que a obtenção de GRAMs para testes estão sendo distribuídas por um robô do app (@test_ton_bot). Entretanto, cabe o destaque que são moedas apenas para testes, e não as que serão utilizadas na rede principal.

Além disso, o desenvolvedor que tiver algum projeto pronto deverá enviar pelo próprio Telegram. Os códigos fonte, manuais de uso e script (caso se aplique), deverão ser enviados para outro robô (@jobs_bot).

Outros desenvolvedores blockchain poderão participar mostrando melhorias no código da rede TON. Para isso, deverão acessar o GitHub do projeto e dar os seus pitacos. A prova da melhoria também deverá ser enviada ao @jobs_bot.

Finalmente, o Telegram espera que os desenvolvedores blockchain ajude a empresa na “reta final” do projeto. De fato é esperado que estes possam construir contratos inteligentes e propor melhorias. Com isso, há a chance de ganhar U$ 400 mil pela ajuda ao Telegram.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Leia mais

Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...
hathor

Primeira exchange a listar a brasileira Hathor HTR

A tecnologia brasileira da blockchain Hathor vem chamando cada vez mais atenção da comunidade global e já entrou nos Estados Unidos e na Ásia,...

Últimas notícias

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...

Primeira exchange a listar a brasileira Hathor HTR

A tecnologia brasileira da blockchain Hathor vem chamando cada vez mais atenção da comunidade global e já entrou nos Estados Unidos e na Ásia,...

Blockchain é o futuro do Twitter, afirma Jack Dorsey

O CEO do Twitter, Jack Dorsey, participou nessa sexta-feira (25) do Oslo Freedom Forum 2020. Durante a conversa, Jack deixou claro que a tecnologia...