Concurso federal exige conhecimentos em mineração de criptomoedas

Assunto se tornando popular entre concursos públicos no Brasil.

Fazenda de mineração de Bitcoin sendo mostrada por minerador
Fazenda de mineração de Bitcoin sendo mostrada por minerador

Mais um concurso público divulgou edital no Brasil pedindo conhecimentos em criptomoedas, dessa vez com o foco voltado a mineração.

Nos últimos meses vários concursos públicos exigiram este tipo de conhecimento dos candidatos, o que mostra que os órgãos estatais brasileiros estão cada vez mais buscando compreender os mecanismos dessa inovação, muito associada ao setor de informática nas provas.

No último mês de dezembro de 2021, por exemplo, um concurso para professor de federal exige conhecimentos em criptomoedas. Para aquela prova, os candidatos deverão ter noção de criptomoedas, blockchain, contratos inteligentes, entre outros mais, com relação ao reconhecimento jurídico destes pelo Brasil.

Concursos recentes da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil exigirão conhecimentos do assunto como “Atualidades do Mercado Financeiro”. De qualquer forma, o caso mostra que o assunto tem sido abordado por diversas temáticas, o que não deixa de apresentar o assunto para mais pessoas.

Concurso para técnicos administrativos de faculdade exige conhecimentos em mineração de criptomoedas

A Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), com sede no município de Uberaba, interior de Minas Gerais, divulgou na última terça-feira (4) um edital para composição de vagas de técnicos administrativos.

Publicado no Diário Oficial da União, esse concurso disponibiliza cargos com exigência de nível médio e superior, com as inscrições sendo do período de 5 de janeiro a 6 de fevereiro de 2022.

Os salários variam entre R$ 2.446,96 e R$ 4.180,66 para os diferentes níveis, com benefícios de Incentivo à Qualificação, Auxílio Alimentação, Auxílio Transporte e Pré-Escolar, Saúde Suplementar e outros.

Para passar no concurso os interessados terão que ser aprovados em uma prova objetiva, com vários assuntos envolvidos.

Mas comum aos cargos aos cargos “Técnico de laboratório/área: Analises Clínicas, Técnico em Contabilidade, Técnico em Enfermagem, Administrador, Engenheiro de Segurança do Trabalho, Biólogo, Nutricionista, Pedagogo“, está o conteúdo de Noções de Informática, que deverão ser estudados sete tópicos.

Entre os tópicos, o último é justamente um que trata do assunto de Malware, onde o conhecimento em mineração de criptomoedas poderá ser cobrado.

“7. Malwares: definição; objetivos; principais tipos e características de: Cavalos de Tróia (trojans), worm, exploit, phishing, rootkit ou bootkit, botnet, minerador de criptomoedas, ransomware, spyware, keylogger, hijacker, vírus; meios de propagação; como se proteger e exemplos de Malwares.”

Ou seja, o assunto da mineração das criptomoedas será cobrado pelo aspecto de segurança cibernética, que é um assunto em alta após vários órgãos públicos serem alvos de grupos hackers pelo mundo.

Vale lembrar que a mineração de criptomoedas é uma prática importante para garantir a segurança das redes descentralizadas, e não para o cometimento de crimes, como dá a entender o edital deste concurso. De qualquer forma, o assunto será mais uma vez necessário para aprovação de candidatos que desejam fazer parte do estado brasileiro.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias