Coronavírus derrubou lucros dos golpistas de bitcoin

-

Siga no
Golpe usando Bitcoin
Golpe usando imagem do Bitcoin
Anúncio

Um relatório divulgado pela Chainalysis revelou que os cibercriminosos que esperavam lucrar com o coronavírus estão ganhando menos do que nunca.

A empresa de inteligência de blockchain mostra que, apesar do aumento de golpes envolvendo o COVID-19, houve uma queda de 33% na receita em Bitcoin.

O valor semanal médio ganho por fraude com criptomoeda e piramides financeiras caiu de US $ 4,2 milhões para menos de US $ 2,9 milhões.

Anúncio

Os números provam que os vigaristas estão lucrando menos na tentativa de tirar proveito dos medos causados pela pandemia.

A queda de preço do bitcoin fez com que se eles decidirem vender seus lucros agora, não ganharão muito dinheiro.

Chainalysis destacou que:

“Descobrimos que a perda de lucros (dos golpistas) é quase exclusivamente causada pela queda de preço das criptomoedas.”

Muitos golpes envolvendo corona vírus

No início desta semana, o governo dos EUA e o governo britânico divulgaram um relatório conjunto onde mostraram uma lista de 2.500 sites maliciosos e endereços de email.

Esses sites eram usados ​​pelos criminosos para tirar proveito do medo causado pela pandemia para perpetrar golpes de phishing, como venda de supostos remédios para o v+irus, bem como chantagem em criptomoedas.

Um post da Microsoft na traz algumas notícias relativamente boas sobre o clima de crimes cibernéticos em torno do COVID-19.

Os especialistas em segurança descobriram que aproximadamente 60.000 dos milhões de e-mails de phishing que aparecem todos os dias contêm anexos ou links maliciosos relacionados ao vírus.

Isso representa menos de 2% das ameaças diárias que a Microsoft está monitorando, revelando que seus esforços para combater o crime cibernético estão dando frutos.

Nesses golpes, de acordo com o Decrypt, os criminosos usam a pandemia para criar falsas histórias para tentar convencer as pessoas a enviar dinheiro.

Um dos exemplos comuns são quando os golpistas pedem bitcoin as vítimas prometendo doar a organizações de saúde para combater a pandemia. Outro exemplo é um criminoso que afirma ter a doença e ameaça espalhá-la para a família da vítima, a menos que eles enviem Bitcoin.

Ainda, de acordo com o site, os esquemas que envolvem as criptomeodas que são mais lucrativos continuam sendo esquemas de pirâmide – não relacionados ao coronavírus.

Esse tipo de golpe, que foi muito utilizado em 2019, inclusive no Brasil, pela Unick Forex, por exemplo, compõem a grande maioria (95%) de todos os golpes com criptomoedas.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Avatar
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Bitcoin em corretoras de criptomoedas

Trader veterano que viu queda no Brasil gosta do Bitcoin

Com o preço do Bitcoin operando abaixo de U$ 12 mil em setembro, a contrapartida foi o aumento da volatilidade no início do mês....
Itau demissão criptomoedas

Itaú demite por justa causa funcionário que negociava Bitcoin no horário de expediente

O Itaú Unibanco demitiu por justa um analista de sistemas que, de acordo com a empresa, negociava Bitcoin e outras criptomoedas durante o horário...
Bitcoin e gráfico em queda de preços

Bitcoin cai 5% e pode não romper marca de 2017

O Bitcoin se aproxima do fechamento do mês de setembro e cai pelo menos 5% nesta segunda. Com a queda no preço do Bitcoin,...

Últimas notícias

Pioneira, gestora carioca lança primeiro ETF de criptomoedas do mundo

A gestora Hashdex, sediada no Rio de Janeiro (RJ), informou nesta semana que recebeu aprovação para lançar o primeiro ETF (sigla para fundo negociado...

Trader veterano que viu queda no Brasil gosta do Bitcoin

Com o preço do Bitcoin operando abaixo de U$ 12 mil em setembro, a contrapartida foi o aumento da volatilidade no início do mês....

Itaú demite por justa causa funcionário que negociava Bitcoin no horário de expediente

O Itaú Unibanco demitiu por justa um analista de sistemas que, de acordo com a empresa, negociava Bitcoin e outras criptomoedas durante o horário...