Corretora distribuirá bitcoin para ucranianos

Além da Kraken, outras corretoras também estão ajudando a Ucrânia. Como exemplo, a Binance anunciou a doação de 50 milhões de reais, já as exchanges descentralizadas LocalBitcoins e UniSwap estão oferecendo vantagens a ucranianos.

Empresário dando bitcoin para outra pessoa.
Empresário dando bitcoin para outra pessoa.

Embora tenha recusado bloquear contas de usuários russos após pedido de um ministro da Ucrânia, a corretora de criptomoedas Kraken anunciou nesta terça-feira (9) que enviará 1.000 dólares em Bitcoin para cada usuário ucraniano.

Para evitar fraudes, visto que o montante equivale-se a cerca de R$ 5.000, a exchange criou algumas regras básicas para que usuários possam reivindicar tal dinheiro:

  • Apenas contas criadas na Ucrânia antes de 9 de março
  • Contas verificadas no nível ‘intermediário’ ou ‘pro’
  • Contas que tiveram saldo, em qualquer momento
  • Usuários devem entrar em suas contas até dia 1º de maio

Além dos 1.000 dólares em Bitcoin, que podem ser sacados imediatamente, a exchange também doará outros 1.000 dólares em KFEE, um token da Kraken que só pode ser usado para pagar taxas de negociação, portanto menos importante.

Tal montante estará disponível a partir desta quinta-feira (10), podendo ser de grande ajuda para indivíduos que estão vendo seu país sendo invadido por russos e, por conta disso, com uma economia enfraquecida.

Corretora doará 10 milhões de dólares em Bitcoin

O objetivo do plano da corretora Kraken é doar mais de 10 milhões de dólares (R$ 50 milhões) para seus clientes ucranianos que tiveram suas vidas afetas pelo conflito com a Rússia.

“Esperamos continuar a fornecer serviços financeiros críticos em um momento de necessidade para nossos clientes na Ucrânia e na Rússia”

As palavras acima são de Jesse Powell, fundador e diretor-executivo da Kraken. Além de suas recentes declarações em prol de usuários russos, negando-se bloquear tais invidíduos de sua corretora, Powell ganhou bastante notoriedade quando defendeu a liberdade de protestantes canadenses, chegando a recomendar que pessoas sacassem criptomoedas de sua própria exchange.

Embora alguns não tenham concordado que a Kraken continue oferecendo serviços a russos, é válido notar que nem todos estão apoiando as ações de seu presidente, Vladimir Putin. Bem como nem sequer podem protestar contra suas ações e, de qualquer forma, também estão sofrendo com a queda do rublo.

“A criptomoeda continua sendo uma importante ferramenta humanitária, especialmente em um momento em que muitos ao redor do mundo não podem mais contar com bancos e custodiantes tradicionais.”, declarou Jesse Powel, diretor-executivo da Kraken

Finalizando, o anúncio oficial da Kraken também aponta outras duas distribuições de Bitcoin além desta primeira de 1.000 dólares. Embora os valores não tenham sido divulgados, a corretora afirma que enviará todas taxas pagas por russos para ucranianos no dia 1º de abril.

“Uma quantidade de bitcoin a ser distribuída no lote 2 será igual às taxas do primeiro trimestre de 2022 coletadas de contas baseadas na Rússia, divididas pelo número de contas qualificadas da Ucrânia. Por exemplo, se os clientes da Kraken na Rússia pagarem US$ 5 milhões em taxas no primeiro trimestre e houver 10.000 contas qualificadas no lote 2, cada conta receberá US$ 500 em BTC.”, aponta a nota.

Além da Kraken, outras corretoras também estão ajudando a Ucrânia. Como exemplo, a Binance anunciou a doação de 50 milhões de reais, já as exchanges descentralizadas LocalBitcoins e UniSwap estão oferecendo vantagens a ucranianos.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias