“Corretores imobiliários venderão casas no metaverso”, diz professor brasileiro

Imóveis poderão ser vendidos para qualquer lugar do mundo, defende professor.

Miniatura de casa em tela de celular, assunto de metaverso e imóveis
Miniatura de casa em tela de celular, assunto de metaverso e imóveis

Um brasileiro professor e coach disse nos últimos dias que os corretores imobiliários deverão vender casas pelo metaverso em breve. Esse passo será fundamental para eles poderem expandir suas atividades e até atender mais clientes em simultâneo.

Com o assunto do metaverso em alta nos últimos meses, muitas profissões já começam a procurar quais as vantagens da nova tecnologia que deverá chegar com força em breve.

Isso porque, com o uso de óculos virtual, por exemplo, encontros podem ser facilmente realizados e até negócios celebrados. Esse potencial uso da tecnologia deve ser somado ao crescente uso das criptomoedas para aquisições, tornando o setor imobiliário mais atrativo para investidores de todo mundo.

Corretores imobiliários vão vender casas pelo metaverso, diz professor brasileiro

De olho nas inovações, o Conselho Regional de Corretores de Imóveis 2.ª Região (CRESCI SP) promoveu nos últimos dias um encontro sobre o assunto de metaverso. Ocorrido na última semana, o palestrante convidado foi o professor universitário Jorge Penillo.

Abordando o tema “A nova carreira de corretores de imóveis virtuais do Metaverso“, ele destacou alguns detalhes de como os corretores imobiliários podem se beneficiar dessa realidade.

Segundo o profissional, um dos potenciais de uso dessa tecnologia é a venda de imóveis para estrangeiros ou pessoas que moram longe. Dessa forma, um corretor trabalharia pelo ambiente virtual para demonstrar um imóvel e expandir os limites de atendimentos possíveis a mais clientes.

“Daqui a alguns anos, o corretor de imóveis vai estar atendendo uma pessoa dentro do seu estande de vendas e o seu avatar vai estar recebendo mais quatro, cinco pessoas simultaneamente em qualquer lugar do mundo, que queiram adquirir um imóvel aqui no Brasil.”

Em sua palestra, o professor ainda destacou que o uso de mais tecnologias deverão moldar o futuro de vários negócios, portanto, mudanças estão por vir no mercado imobiliário e os profissionais devem se atentar para oportunidades.

Casas a venda por criptomoedas

Com a soma do metaverso com as criptomoedas então, os imóveis poderão ser melhor adquiridos por potenciais compradores. A explicação é que compradores podem efetuar o movimento de qualquer lugar do mundo sem a preocupação com visitar fisicamente o ambiente de interesse e evitando ainda a burocracia do câmbio de moedas nacionais.

Na Argentina, por exemplo, corretoras imobiliários já aceitam cada vez mais criptomoedas como meio de pagamento. Isso porque, além da moeda local estar cada vez mais desvalorizada, o meio de pagamento chama atenção para as facilidades.

Já na Colômbia uma mulher adquiriu recentemente um imóvel por R$ 1,3 milhão em Bitcoin, mostrando que a América Latina já despertou os olhares para o potencial da tecnologia.

Por fim, no Brasil a Even, com ações listadas na B3, foi a primeira empresa de capital aberto a aceitar negociações imobiliários por criptomoedas, mostrando que a relação de consumo com moedas digitais já chegou ao país.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias