Nissan-Renault, entenda o caso

Só a blockchain poderá nos salvar!

Siga no

Mais um caso de corrupção ganhou as manchetes brasileiras no início da semana, o que fez com que muitas questões fossem levantadas em um caso envolvendo montadoras de automóveis internacionais com operações também no Brasil.

O antigo CEO da Nissan, Carlos Ghosn, foi preso no Japão com acusações de fraudes financeiras. Atualmente o mesmo se encontrava na posição da presidência do conselho das montadoras Nissan e Renault.

Carlos, que nasceu no Brasil mas era cidadão francês, teria cometido fraude financeira de acordo com as acusações da promotoria do Japão, do tipo ocultação de ganhos e má conduta com ativos da Nissan.

Ghosn é no mundo todo uma figura reconhecida por tirar a Nissan da posição de falência em meados de 1999. Mas a confiança no mesmo, por parte da montadora, havia sido colocada em xeque a vários meses, quando do início das investigações.

De acordo com ElPais, a fraude seria no valor de 5 bilhões de Ienes (cerca de 3 milhões de reais), da qual foi informada ao Ministério Público do Japão pela própria Nissan. No momento Carlos se encontra preso no país.

O caso pode, de acordo com a Istoé, abalar a relação das montadoras Nissan, Renault e Mitsubishi, além de ter levado as ações das empresas, nesta segunda 19 de novembro, a enormes quedas nas bolsas mundiais que são listadas.

Na análise do caso, que é de enormes proporções na economia mundial e no setor automotivo, foi dito que Ghosn e seus cúmplices do caso serão afastados de suas atividades, de acordo com o diretor executivo da Nissan, Hiroto Saikawa.

De acordo com Saikawa, havia “muito poder em uma só pessoa”, o que fez com que Ghosn tivesse facilidades de cometer os crimes pelos quais é acusado.

Para quem acompanha o mercado das criptomoedas e blockchain, uma das lições é a de nunca confiar em um terceiro, e verificar sempre as informações. Outra lição que este mercado nos ensina é o fato da descentralização e transparência de transações financeiras imutáveis.

O caso da Nissan-Renault mostra que o mundo não pode mais continuar a ser administrado de forma centralizada, a corrupção possui inúmeras vantagens em organizações deste modelo, sendo os DAOs a melhor opção no horizonte a ser levada em consideração.

Mesmo com o valor das criptomoedas em baixa de preços no mercado, uma lição é que as criptos vieram para ajudar com inúmeros problemas e possuem um enorme potencial em um mundo imerso em corrupção institucional e governamental.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Investidores confundem “bitcoin gold” com BTG Pactual e moeda dispara 200%

O valor da criptomoeda bitcoin gold (BTG), que surgiu em 2017 como uma cópia do Bitcoin, valorizou 200% nos último 7 dias. O motivo...

XRP sobe 200% em 30 dias e alcança maior valor de 3 anos

A criptomoeda XRP, emitida pela Ripple, continua sua tendência de alta neste final de semana. A moeda digital valorizou 136% nos últimos 7 dias...

Ethereum será atualizado em 14 de abril, Bitcoin vai comer poeira?

Está previsto para a próxima quarta-feira (14 de abril) a mais nova atualização da plataforma Ethereum. Chamada de Berlin, o update da rede foi...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias