Corte de NY autoriza investigação contra criptomoeda criada por candidato a presidente

Brock Pierce já atuou em clássicos da Sessão da Tarde, como "O Pestinha 3" e "Enlouquecendo meu Guarda-Costas."

Siga no
Processo na Justiça
Processo na Justiça

A Tether é a maior stablecoin do mercado de criptomoedas, a moeda é tão importante para todo o setor que muitos até atrelam o seu suprimento com o valor do Bitcoin. Essa relação pode ir muito além de simplesmente coincidência e a Tether, junto da Bitfinex, foram acusadas de manipular o mercado de Bitcoin.

De acordo com informações da Forbes, citando um documento da corte de Nova Iorque, as investigações sobre os negócios da Tether vão avançar. Curiosamente, a decisão de dar liberdade para a procuradoria da cidade investigar a empresa veio após a candidatura à presidente pelo criador do Tether.

A partir dessa recente autorização, a procuradoria de Nova Iorque, que foi quem realizou as primeiras intimações contra à Tether, tem mais força para investigar os negócios relacionados à stablecoin. Isso inclui a Tether Holdings Limited, a corretora Bitfinex, uma das mais conhecidas no mundo e a empresa mãe de ambas, a iFinex.

A notícia tem um timing complicada para o criador da Tether, Brock Pierce, que anunciou a sua candidatura a presidente dos EUA no começo dessa semana. Pierce criou a Tether em 2014 e atualmente está como candidato independente trazendo em sua campanha uma posição completamente favorável às criptomoedas e ao setor da Fintech.

Apesar de Brock Pierce não ser tão conhecido como o criador da Tether, com certeza você lembra dele nos clássicos da Sessão da Tarde, como O Pestinha 3 e Enlouquecendo meu Guarda-Costas.

Ainda de acordo com a Forbes, um representante da procuradoria de Nova Iorque disse que não pode confirmar ou negar que há uma investigação sendo realizada.

Brock Pierce. Imagem Wikimedia
Brock Pierce. Imagem Wikimedia

O processo contra a Tether

A procuradoria de Nova Iorque passou a ir atrás da Tether e da Bitfinex a partir do final de 2018, quando investidores começaram a reclamar da possível manipulação do criptomercado por parte da Tether.

Na época, os reclamantes afirmaram que a Tether tinha causado a bolha do Bitcoin em 2017 e que foi responsável por trazer prejuízos para milhares de investidores.

Durante o mesmo período, teve início uma investigação para determinar se a Tether realmente tinha a reserva necessária para lastrear todos os seus tokens com dólares, o que acabou sendo comprovado como falso meses depois.

Quem liderou as investigações foi a procuradora Letitia James, mas não demorou para um apelo da Bitfinex e Tether conseguir congelar as ações da procuradoria. Agora, com a autorização continuando de onde parou, é possível que muito mais seja descoberto em relação ao papel das empresas no preço do Bitcoin.

Por enquanto isso não traz nenhum impacto positivo ou negativo no preço do Bitcoin. No entanto, a importância da Tether no mercado é tanta que podemos ver alguma influência no futuro, dependendo do caminho que seguir a investigação.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Moeda Bitcoin e gráficos com câmera de segurança e vigilância

E se o prêmio do Big Brother Brasil fosse em Bitcoin?

Uma página fez um levantamento sobre quanto os vencedores do Big Brother Brasil teriam se tivessem comprado Bitcoin com o prêmio recebido. A página...
Top Influencer LinkedIn Gustavo Caetano

CEO da Sambatech vende carro e investe em criptomoedas

Um brasileiro TOP influencer no LinkedIn revelou que vendeu seu carro e investiu todo o valor em criptomoedas e fundo imobiliário. Fundador e CEO...
haters-bitcoin

“Bitcoin morreu” – Críticos reaparecem após queda do Bitcoin

Apesar da sua valorização de 28% nos últimos doze meses, 418% em dois anos e 3.015% em cinco, os críticos do Bitcoin aproveitam qualquer...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias