Criador da 11ª maior criptomoeda do mundo processa a SEC

A intimação da SEC está relacionada ao Mirror Protocol, um protocolo construído dentro da Terra para negociação de ações, e que segundo a Terralabs, é governado de forma descentralizada pela comunidade.

Imagem: Shutterstock
Imagem: Shutterstock

Do Kwon, co-fundador da Terraform Labs, está processando a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) após receber uma intimação durante uma conferência da Messari que acabou deixando o organizador do evento enfurecido a ponto de decidir se candidatar a senador.

A Terraform Labs está por trás do desenvolvimento da criptomoeda Terra (LUNA). Hoje ela é a 11ª maior criptomoeda por valor de mercado, com uma capitalização de 96 bilhões de reais.

Segundo Do Kwon alega no processo, a SEC violou as suas próprias leis ao entregar uma intimação de um processo formal em frente a outras pessoas, que testemunharam o ato.

O curioso caso da intimação

Após o evento Mainnet 2021, Ryan Selkis, fundador da empresa Messari que promovia o evento, apareceu no Twitter enfurecido alegando que a SEC teria comparecido no evento e então entregado uma intimação a um dos palestrantes.

“Se você está se perguntando quando eu realmente decidi me candidatar a senador, foi quando esses filhos da p#ta vieram ao meu evento, não compraram um ingresso e entregaram uma intimação a um dos palestrantes.”

Conforme nomes não foram citados na data, muitos especularam alguns projetos de DeFi que estão na mira reguladores americanos. Um deles acertou: Do Kwon, co-fundador da Terraform Labs, responsável pela criptomoeda Terra, de sigla LUNA.

O feitiço virou contra o feiticeiro

O caso tomou um rumo inesperado na sexta-feira, 22 de outubro, quando Do Kwon e a Terraform Labs resolveram processar a SEC alegando que a mesma não seguiu as suas próprias leis, citando que procedimentos investigativos formais devem ser privados e este ocorreu entre 2.000 pessoas, além de outras possíveis irregularidades.

O processo também alega que a intimação de forma pública foi uma “exibição intencionalmente descarada com o objetivo de intimidar e causar embaraço diante do público”, fazendo também com que fosse criada uma especulação da imprensa sobre o caso.

A intimação da SEC está relacionada ao Mirror Protocol, um protocolo construído dentro da Terra para negociação de ações, e que segundo a Terralabs, é governado de forma descentralizada pela comunidade.

Até o momento não houve resposta por parte da SEC.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias