Criptomoedas que desapontaram em 2021. O que fazer com elas?

2021 está acabando, mas nem tudo foi alegria para os detentores de altcoins.

Mesmo em anos de mercado cripto bombando, como foi em 2021, que apresentou alta de 200% na capitalização total, sobram algumas bombas (bags) que ninguém quer lembrar.

Os motivos são variados: projetos fracassados, hacks, abandono dos fundadores, falhas técnicas, concorrentes mais bem preparados, e até mesmo golpes (scams).

Alguns destes receberam mega-cobertura de sites especializados, seja por contar com pessoas famosas por trás da moeda, ou utilizando sua verba de marketing, comprando influenciadores e mídia paga.

Criptomoedas que desapontaram em 2021
Criptomoedas que desapontaram em 2021

Steve Wozniak, o gênio da Apple

Quem se lembra de Efforce, a moeda do cofundador da Apple? A startup prometia revolucionar o mercado com uma criptomoeda “com eficiência energética”, criando uma nova área, a “Energy Service Company”.

Steve Wozniak, o gênio da Apple
Steve Wozniak, o gênio da Apple

A moeda foi listada na Huobi, Bithumb e Gate.io, e atingiu valor de mercado de US$ 166 milhões. O projeto desabou 80% em 2021, e não dá sinais de que pode retomar o patamar anterior.

Chia Network, do criador do BitTorrent

A empresa por trás do projeto de armazenamento descentralizado ganhou aportes de grandes investidores incluindo Andreessen Horowitz e Naval Ravikant. Na época, o preço dos serviços de nuvem (cloud) estavam em alta pois havia falta de dispositivos SSD nas fábricas.

O projeto provou-se não sustentável quando o token começou a cair e todos que investiram tiveram que se desfazer dos dispositivos SSD, criando uma “espiral da morte” que levou a mais vendas.

Chia.
Chia.

Ampleforth, a genialidade da ideia estúpida

Essa stablecoin pretendia manter a paridade com o dólar emitindo mais moedas quando houvesse demanda, e vendendo tokens quando fossem necessários recursos para cobrir a garantia.

Ampleforth
Ampleforth

O projeto não conseguiu segurar a volatilidade diária e especuladores conseguiram colocar a cotação abaixo de $0,70 na stablecoin AMPL diversas vezes. Com isso, a cotação do token de governança FORTH, listado na Binance, Crypto.com, OKEx, e Gate.io desabou.

Felipe ficou milionário, mas você, pobre

De acordo com a matéria no portal “Seu Dinheiro”, o brasileiro Felipe B. seguiu a recomendação da Empiricus, comprou Synthetix, e ficou milionário.

Synthetix
Synthetix

No entanto, quem comprou essa porcaria no dia da publicação da matéria perdeu 50%. Detalhe: a moeda havia caído 60% nos 6 meses anteriores à publicação do post patrocinado, portanto é realmente estranho o tal brasileiro ter ficado milionário nessa história.

Synthetix Gráfico
Synthetix Gráfico

Acima temos o gráfico do preço da Synthetix em dólar, portanto, tudo nos diz que Felipe B. é um excelente trader, ou um personagem fictício.

O que fazer no bull market?

Ganhar dinheiro, sem dúvida. Não é preciso comprar curso ou seguir recomendação de influencer em períodos de alta. Selecione 4 ou 5 projetos dentre os 100 maiores, independente de ser uma meme coin, a criptomoeda meme.

Lembre-se: em mercado de alta, todo mundo é gênio.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Marcel Pechman
Marcel Pechman é trader e analista de criptomoedas desde 2017. Atuou como trader por 18 anos nos bancos UBS, Deutsche e Safra. Além de YouTuber em seu canal RadarBTC, foi reconhecido em diversas premiações como um dos maiores interlocutores do Bitcoin do país. Maximalista convicto, acredita na falência da moeda fiduciária, aquela emitida por governos.

Últimas notícias