criptomoedas cannabis

As Criptomoedas chegaram para trazer facilidade em transações para o mundo todo, e há opções exclusivas voltadas ao Mercado Canábico também.

O Mercado Canábico abriu nos EUA um grande leque medicinal e recreativo também, que chegou criando várias linhas de pesquisa em saúde e negócios de forma inovadora, utilizando um produto natural: Cannabis.

Esse mercado traz várias inovações medicinais a portadores de doenças neurológicas, ortopédicas e na própria questão emocional, entre várias outras possibilidades na área da saúde.

Os remédios e pesquisas avançam utilizando um componente natural, que pode ser plantado na casa de qualquer pessoa, e faz frente a grande Indústria Farmacêutica e seu modelo de negócios, que é altamente centralizador e burocrático, atuando com medicamentos que por vezes são ineficazes aos tratamentos de uma vasta quantidade de quadros.

Além disso, no ramo do dos negócios, várias empresas estão lançando linhas de produtos alimentícios, bebidas a base da planta, entre outras diversas opções.

A economia foi movimentada de tal forma que já supera as expectativas dos governos do estados que regularam a planta, nos EUA e Uruguai também.

As criptomoedas estão em situação semelhante, atualmente passam por um processo de desconfiança perante vários governos, e além disso, possui um potencial inovador sem precedentes.

Mesmo com esse cenário, surgiram algumas Startups no mundo das criptomoedas que já lidam com o Mercado Canábico na Blockchain.

Criptomoedas Cannabis

A maior parte dos projetos existentes possuem como ideia facilitar as transações entre os stakeholders do mercado, vamos apresentar abaixo os principais projetos:

Pot Coin – POT: Esta criptomoeda talvez seja a mais conhecida e com maior marketcap, e já esteve em meio a uma polêmica com Kim Jon-Un, Córeio do Norte, e o Rodman, ex-jogador de basquete dos EUA, ainda em 2017.

Sua ideia é ser um banco para o setor canábico, com sua tecnologia baseada na Blockchain, já tendo sua tecnologia comparada as transações entre George Washington e Thomas Jefferson, que utilizavam cânhamo em suas épocas.

A mesma é listada nas Exchanges: Poloniex, Bittrex e PotCoin Trade também, além de ser possível adquirir via P2P.

Veja o vídeo de apresentação do projeto abaixo, ative as legendas e ative a opção PT-Br:

 

Paragon Coin – PRG: O destaque deste projeto é de ter como líder uma mulher, algo pouco comum nas criptomoedas e que pode ser o seu diferencial no mercado.

Foi criada para ser um projeto open-source rodando na Blockchain, utilizando o protocolo Ethereum na criptografia.

Há a possibilidade de criação de Tokens na sua rede, e ainda, ocorrer transações entre todos os atores do mercado a nível mundial, utilizando a criptomoedas PRG para isso. Como atores, em seu Whitepaper são citados Produtores, Indústria, Logística, Dispensários e Laboratórios.

Possui atualmente uma parceria com a IOTA, criptomoeda para pagamentos, da qual realizará várias abordagens com a tecnologia Tangle.

Atualmente é comercializada na HitBTC, Livecoin e Tidex.

Veja o vídeo de apresentação do projeto abaixo com a sua CEO, ative as legendas e ative a opção PT-Br:

 

Hemp Coin – THC: Essa criptomoeda foi a única de todas as opções que oferece o sistema de Masternodes, de forma que sua mineração também é híbrida, Proof-of-Work e Proof-of-Stake.

O foco da criptomoeda é o foco no setor agrícola e agropecuário, para facilitar as transações nos mesmos a nível global. Seu foco não é somente o mercado da cannabis, mas também o mercado de Tabaco.

Essa criptomoeda é listada na Exchange YoBit.

Veja o vídeo de apresentação do projeto abaixo, ative as legendas e ative a opção PT-Br:

Dopecoin – DOPE: Mais um projeto ligado a cannabis e utilizando a blockchain, e com mineração Proof-of-Stake. As transações em sua rede prometem ser sem taxas.

A ideia deste projeto é ser utilizado para transações reais na indústria canábica, seja em lojas de produtos, dispensários e laboratórios.

Essa criptomoeda é listada na Exchange Bittrex.

 

Cannabis Coin – CANN: É possível com essa rede realizar transações entre dispensários e outros atores da área, de forma a eliminar intermediários. Possui Wallets para Android, Windows e Mac.

Um detalhe curioso é que o seu site está bem desatualizado e o seu GitHub também está sem andamento, de forma que não sabemos apurar os detalhes do desenvolvimento dessa criptomoeda.

A mesma é listada nas Exchanges Bittrex, Cyptopia, YoBit e CoinExchange.

 

CannaCoin – CCN: É uma criptomoeda com mineração POS, possui wallets para guardar com segurança seus fundos. Porém novamente percebemos que o site está desatualizado e seu GitHub também, portanto estude bem o projeto e busque as comunidades do mesmo caso se interesse em apoiar essa causa.

Essa criptomoeda é listada apenas na Exchange Cryptopia.

 

Tudo isso é grandioso do ponto de vista dos negócios canábicos, que somados os mercados regulamentados dos EUA e Uruguai já movimentaram milhões de dólares e provaram que a Indústria funciona em larga escala, ou seja, com certeza entrarão mais empresas neste setor que é bastante promissor e a blockchain pode ajudar bastante.

Os dois mercados, Cannabis e Blockchain, caminham em suas vias rumo aos olhos das regulamentações governamentais mundo afora, mas seguem trazendo melhorias à qualidade de vida das pessoas.

A tecnologia aliada a saúde ganha novas cenas e desta vez é em uma cadeia de blocos altamente segura, aliada a uma erva natural.

Nossa opinião não expressa uma recomendação de compra e venda, nem das criptomoedas e nem de cannabis. Estamos estudando tecnologias e suas aplicações.

O mercado cripto é altamente volátil e você pode perder todo o seu dinheiro investido, considere somente para fins educacionais o conteúdo aqui apresentado e busque mais informações em canais confiáveis e oficiais.

Se conhece algum projeto Blockchain ligado a este setor, deixe nos comentários para colocarmos aqui.