Corretora é hackeada e perde R$ 1.5 bilhão em Bitcoin

Enquanto a DMM investiga o hack, saques de criptomoedas foram congelados, assim como abertura de novas contas e negociações na plataforma.

A corretora japonesa de criptomoedas DMM Bitcoin sofreu um ataque hacker e perdeu US$ 305 milhões (cerca de R$ 1.5 bilhão) em bitcoin. Em comunicado oficial aos clientes nesta sexta-feira (31), a empresa revelou que um total de 4.502 bitcoins foram transferidos ilegalmente de sua plataforma.

No comunicado, a corretora disse que tomou medidas para impedir mais roubos e que está investigando os detalhes dos danos causados pelo ataque. A empresa garantiu que irá reembolsar clientes afetados e prometeu que nenhum usuário terá prejuízos.

Enquanto a DMM investiga o hack, saques de criptomoedas foram congelados, assim como abertura de novas contas e negociações na plataforma.

“Tenha certeza de que adquiriremos a quantidade equivalente de bitcoin com o apoio das empresas do grupo e garantiremos o valor total aos usuários”, disse a DMM Bitcoin em seu comunicado.

4.502 bitcoins roubados de corretora

O hack da DMM Bitcoin é o segundo maior da região, ficando atrás apenas do ataque à Coincheck em 2018, que resultou na perda de US$ 523 milhões.

“Aproximadamente às 13h26 de sexta-feira, 31 de maio de 2024, detectamos um vazamento não autorizado de bitcoin de nossa carteira”, disse a DMM Bitcoin, uma subsidiária do Grupo DMM, de acordo com uma tradução para o inglês da declaração feita em japonês e publicada no site da empresa.

 

A DMM Bitcoin, parte de um dos maiores conglomerados de entretenimento e serviços online do Japão, agora está trabalhando com as autoridades e especialistas em segurança cibernética para tentar rastrear os fundos e prevenir mais roubos.

Após congelar saques e acessos aos seus serviços, a empresa pediu desculpas aos usuários e prometeu que irá entrar em contato com usuários para fornecer mais informações sobre como eles devem proceder para recuperar seus fundos.

A exchange, no entanto, não informou quando os serviços seriam retomados, mas que fará um anúncio nos próximos dias.

Conforme dados da blockchain, os 4.500 bitcoins roubados foram transferidos para apenas uma carteira e depois distribuídos em 9 carteiras diferentes, cada uma recebendo 500 bitcoins.

DMM Bitcoin fundos roubados
DMM Bitcoin fundos roubados

Os hackers, portanto, podem estar se preparando para lavar os fundos em mixers para impedir o rastreamento pelas autoridades.

De acordo com a mídia local, a DMM Bitcoin é uma das maiores corretoras no Japão e permite a negociação de pelo menos 40 ativos digitais. A empresa tem cerca de 370 mil clientes e vários deles se mostraram preocupados nas redes sociais.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias

Últimas notícias