Dono de corretora de criptomoedas pode pegar 8 anos de prisão por suposto golpe de R$ 417 milhões

Com parte dos fundos arrecadados na pré-venda da criptomoeda BXA, Kim Mo teria comprado a parte de Lee na empresa, mas, no final, a aquisição teria falhado.

Jeong-hoon Lee, atual proprietário da corretora Bithumb, está sendo acusado de ter aplicado um golpe de 100 bilhões de wons sul-coreanos, equivalente a mais de R$ 400 milhões. Como pena, promotores pediram que Lee passe oito anos na prisão.

Tal pedido foi realizado nesta terça-feira (25) durante julgamento de Lee sobre o caso, conforme informações da agência de notícias local Yonhap.

Em caso separado, a justiça sul-coreana também estava a procura de Lee e executivos de outras corretoras sul-coreanas para obter declarações sobre o colapso da criptomoeda Terra (LUNA), criada pelo seu conterrâneo Do Kwon.

Processo cita Bithumb Coin (BXA), afirmando tratar-se de um golpe

Em 2019, era anunciada a criação da Bithumb Coin (BXA), uma criptomoeda que funcionaria como a famosa Binance Coin (BNB), oferecendo vantagens a seus detentores, como descontos nas taxas de negociação dentro da corretora.

Entretanto, é notável que tal projeto nunca foi realizado já que esta criptomoeda não existe. Segundo informações, Lee teria convencido Kim Mo a adquirir a corretora Bithumb, afirmando que eles poderiam criar a Bithumb Coin (BXA) e então listá-la na própria corretora, o que não aconteceu. Portanto, todos investidores perderam todo dinheiro investido na mesma.

Com parte dos fundos arrecadados na pré-venda da criptomoeda BXA, Kim Mo teria comprado a parte de Lee na empresa, mas, no final, a aquisição teria falhado.

Sem continuação do projeto, Mo também foi processado ao lado de Lee, mas alega que também foi enganado assim como todos investidores da BXA. Indo além, o processo alega que Jeong-hoon Lee, dono da Bithumb, lucrou 112 bilhões de wons sul-coreanos, equivalente a 417 milhões de reais em conversão direta, com a pré-venda deste token.

“A estrutura deste caso é um contrato típico de venda de ações”, argumentou o advogado de defesa de Lee. “As negociações foram mantidas por 90 dias, e tanto o réu quanto Kim são especialistas, e advogados de escritórios de advocacia estiveram envolvidos em ambas as negociações.”

Finalizando, a defesa também alega que o contrato foi cumprido e que Kim estaria tentando fugir da sua responsabilidade para com os investidores lesados.

Agora, todos esperam pela audiência de julgamento, a ser realizada no dia 20 de dezembro. Como destaque, a promotoria pede que Jeong-hoon Lee, dono da Bithumb, seja condenado a oito anos de prisão.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias