Empresa brasileira quer negociar cotas de atletas usando tecnologia do bitcoin

Precatórios tokenizados já são realidade

Siga no
O que é Bitcoin?
Imagem: pixabay.com

Imagine poder comprar e vender cotas de jogadores de futebol e atletas de outros esportes por meio de Bitcoin. Negociações desse tipo podem se tornar realidade no futuro próximo. Pelo menos é o que estuda fazer a corretora brasileira de criptomoedas Mercado Bitcoin que projeta novas formas de investimento para seus clientes.

A ideia da empresa, de acordo com o jornal Valor Investe, é vender pedacinhos dos direitos de jovens atletas para expandir seus segmento de tokenização, isto é, a venda de frações digitais de ativos reais, já a partir desse ano.

Contudo, a empresa informou ao Livecoins por meio da assessoria que “se trata ainda de um projeto” e que não tem “nenhuma previsão de data ou mais detalhes”. A empresa também não confirmou quais atletas e de quais esportes pretende negociar.

O que é tokenização de ativos

Tokenizar significa transformar um ativo real em tokens ou frações digitais, permitindo que estes tokens sejam negociados (comprados/vendidos) e, dessa forma, ampliando a liquidez e o tamanho do mercado potencial para estes ativos. A melhor maneira para compreender essa lógica é utilizando um exemplo.

Considere como ativo um imóvel que tem valor de mercado de R$ 1 milhão. Tokenizar este imóvel significa criar 20 tokens, cada um equivalente a 5% do valor do imóvel. Dessa maneira, você poderia ser dono de uma parte do imóvel, ou por exemplo receber parte dos rendimentos de um aluguel, se for o caso.

Precatórios tokenizados já são realidade

Esse tipo de investimento já é realidade no caso dos precatórios. O Mercado Bitcoin inaugurou no começo de dezembro de 2019 o MB Digital Assets, plataforma de negociação em mercado secundário dos tokens precatórios que vinha emitindo desde agosto.

Agora pequenos investidores podem comprar e negociar frações digitais de dívidas judiciais de órgãos públicos.

Antigamente, esse tipo de negociação era restrita apenas a grandes investidores, sobretudo pelos pisos altos para os aportes iniciais. Por meio da blockchain, esses ativos podem agora ser fracionados e vendidos a preços muito mais baixos.

O MB Digital Assets já realizou quatro emissões de tokens precatórios, que somam R$ 25 milhões. De acordo com o Valor Investe, na primeira emissão foram 12 mil cotas de R$ 100, cada uma valendo R$ 133,33, isto é, 0,0083% do precatório.

Além de aguardar o vencimento do título, que dá direito ao rendimento, os detentores dos tokens podem também negociá-los antes do vencimento no mercado secundário.

Andrea Torrente
Andrea Torrente
Jornalista italiano, no Brasil desde 2009. Já escreveu para Gazeta do Povo, Valor Econômico e outros veículos italianos e brasileiros.
Divulgação/Goldman Sachs

Goldman Sachs reabre mesa de negociação de Bitcoin

A recente alta do Bitcoin reacendeu o interesse de diferentes players no criptomercado, com fontes afirmando que a Goldman Sachs, um dos nomes mais...
Bitcoin em fevereiro de 2021

Bitcoin foi o ativo com melhor desempenho em fevereiro, ouro e B3 em queda

O preço do Bitcoin teve alta de 42% em fevereiro, sendo o melhor ativo do mês. Ao contrário do desempenho da moeda digital, ativos...

Província da China vai banir mineração de Bitcoin por causa do impacto ambiental

A emissão de gases de carbono é uma grande preocupação atualmente, sendo classificado como o principal causador do efeito estufa e um dos motivos...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

Bitcoin foi o ativo com melhor desempenho em fevereiro, ouro e B3 em queda

O preço do Bitcoin teve alta de 42% em fevereiro, sendo o melhor ativo do mês. Ao contrário do desempenho da moeda digital, ativos...

Província da China vai banir mineração de Bitcoin por causa do impacto ambiental

A emissão de gases de carbono é uma grande preocupação atualmente, sendo classificado como o principal causador do efeito estufa e um dos motivos...

Desenvolvedores voltam a atualizar Dogecoin

No meio da alta recorde das criptomoedas no ano passado, a Dogecoin (DOGE) se destacou como uma ovelha negra. Ela valorizou 2100% no intervalo...

Citibank: Bitcoin pode se tornar uma moeda de comércio global

O Bitcoin está em um "ponto de inflexão" e pode se tornar a moeda preferida para o comércio internacional, disseram analistas do gigante bancário...

Governos não podem manipular o Bitcoin, diz prefeito de Miami

Francis Suarez, o prefeito de Miami, quer tornar o Bitcoin parte do futuro econômico de sua cidade e, em uma entrevista à "Axios on...