Empresa britânica de pagamentos se une a Libra do Facebook

Originalmente, 28 empresas fundadoras faziam parte da Libra Association, dedicada a criar a criptomoeda. Porém, com o passar do tempo o Facebook encontrou diversos empecilhos por parte de governos e políticas de regulação para consolidar seu projeto.

-

Siga no
Criptomoeda do Facebook, Libra
Criptomoeda do Facebook, Libra
Anúncio

Depois de voltar a ganhar força e relevância este ano, a Libra, criptomoeda proposta pelo Facebook, voltou a chamar a atenção do mundo. Assim, várias empresas que mostraram interesse em seu desenvolvimento voltaram a acreditar nela.

Agora foi a vez da empresa britânica de pagamentos, Checkout.com, anunciar que é a mais nova integrante da Libra Association, dedicada ao ativo digital.

Localizada em Londres, a companhia afirmou em comunicado que acredita no fato da Libra ser capaz de trazer inclusão financeira a bilhões de pessoas sem conta bancária ao redor do mundo.

Anúncio

A rede social não perdeu tempo em saudar e agradecer o mais novo membro da associação, que agora soma 24 entidades e empresas. A Checkout.com afirmou ainda sua intenção de melhorar os negócios em escala global, diminuindo distâncias e ampliando resultados.

De acordo com o CEO da companhia, Guillaume Pousaz, a empresa sempre teve interesse na tecnologia blockchain. Em sua opinião, no entanto, é preciso que haja uma estrutura regulatória robusta para garantir que este recurso possa ser adotado em larga escala.

Assim sendo, para ele há um compartilhamento de visão e ideais entre a Checkout.com e a Libra Association. Isto porque abas querem alavancar o blockchain em escala global para um bem maior.

Perspectivas interessantes após um período conturbado

Originalmente, 28 membros fundadores faziam parte da Libra Association, dedicada a criar a criptomoeda. Porém, com o passar do tempo o Facebook encontrou diversos empecilhos por parte de governos e políticas de regulação para consolidar seu projeto.

Isto acabou fazendo com que integrantes de peso abandonassem a associação, como a Visa, Mastercard, e-Bay, Stripe, Vodafone e Booking Holdings. Mas isto não foi o suficiente para desistir da ideia.

Neste ano, a associação reformulou seus documentos, incluindo medidas estruturais capazes de deixar os reguladores globais satisfeitos.

Assim, a ideia é de que a nova versão da seja capaz de englobar diferentes stablecoins de outras moedas fiduciárias, além de ser uma stablecoin múltipla. Como resultado, surgiram novos interessados em apoiar o projeto.

Entre eles está a gigante Shopify, a ONG Heifer International e a Exchange Tagomi. E mesmo que a reformulação na estrutura da Libra ainda não seja garantia de que aceite pelos reguladores, as perspectivas são bastante positivas.

No que depender do Facebook e da Libra Association, a medida será capaz de acelerar o lançamento da moeda global, e finalmente conseguir colocar em prática este ambicioso projeto.

 

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Jeferson Scholz
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".

Leia mais

ONU (Nações Unidas, Blockchain e Bitcoin)

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...

Últimas notícias

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...

Primeira exchange a listar a brasileira Hathor HTR

A tecnologia brasileira da blockchain Hathor vem chamando cada vez mais atenção da comunidade global e já entrou nos Estados Unidos e na Ásia,...