Escondidos, fundadores de empresa cripto que faliu quebram o silêncio

Embora Zhu afirme que a dupla nunca levou um estilo de vida extravagante, sem desfilar com Lamborghinis e Ferraris, até mesmo Vitalik Buterin zombou da compra de um mega iate pelo fundador da 3AC. Já alguns curiosos desenterram um curioso tuíte, feito por Zhu em 2019.

Embora não existam retornos sem riscos, Su Zhu e Kyle Davies conseguiram os piores resultados em todos os seus investimentos, deixando seus credores na esperança de reaver seus US$ 2,8 bilhões (R$ 15 bi). Ainda escondidos, temendo por suas vidas, os fundadores da Three Arrows Capital (3AC) quebraram o silêncio em conversa com a Bloomberg, publicada nesta sexta-feira (22).

Segundo Zhu, o ponto inicial desta crise começou com o colapso da criptomoeda Terra (LUNA) e sua stablecoin TerraUSD (UST). Já o prego do caixão teria sido a queda do Bitcoin, dos 30 para os 20 mil dólares.

Em sua defesa, os fundadores da 3AC afirmam que não ostentavam uma vida de luxo e que nunca prometeram um negócio sem riscos. Entretanto, isso não evitou que a dupla fosse zombada por outros players.

Não leram o whitepaper da Terra (LUNA)

Prometendo grandes retornos, as criptomoedas de Do Kwon, Terra (LUNA) e TerraUSD (UST), conseguiram atrair diversos investidores para seu ecossistema incluindo a Three Arrows Capital. Entretanto, seu colapso ainda é sentido no mercado.

Afinal, quando somadas estas duas criptomoedas tinham uma capitalização de mercado de quase 300 bilhões de reais em seu auge. Mesmo parecendo promissoras, perderam 99,99% de seu valor em menos de uma semana, dando início a crise da 3AC.

“O que não percebemos foi que Luna era capaz de cair para zero em questão de dias e que isso catalisaria um aperto de crédito em todo o setor”, relata Su Zhu, fundador da 3AC. “O que pressionaria significativamente todas as nossas posições ilíquidas.”

Seguindo, Zhu aponta que poderia ter evitado esta perda caso soubesse que a LUNA e a UST poderiam ser atacadas. Tais afirmações geraram comentários ácidos de Arthur Hayes, fundador da BitMex, que afirmou que Su Zhu nem sequer leu o whitepaper do projeto antes de investir.

Desconfiança do mercado gerou mais perdas com stETH

Após o ecossistema da LUNA desabar, outros investidores iniciaram uma caça às bruxas para encontrar mais investimentos que poderiam estar sobrevalorizados.

Um deles foi o stacked ETH (stETH), um token atrelado ao valor do Ethereum que gera dividendos e poderá ser convertido para ETH após a migração do projeto para Proof-of-Stake. Sem surpresa, a 3AC estava posicionada em tal ativo, resultando em mais perdas.

“Como [o caso da] LUNA havia acabado de acontecer, foi um contágio onde as pessoas estavam pensando: ‘OK, existem pessoas que também estão alavancadas em stETH contra Ether que serão liquidadas à medida que o mercado cair?’” relata Su Zhu à Bloomberg. “Então, toda a indústria efetivamente caçou essas posições, pensando que, você sabe, porque elas poderiam ser caçadas, essencialmente.”

Queda do Bitcoin foi o prego do caixão

Mesmo com grandes prejuízos nos dois investimentos acima, a Three Arrows Capital continuava operando normalmente, tomando mais empréstimos de outras gigantes sem oferecer grandes garantias. Com tal dinheiro, a 3AC então apostou pesado na retomada do Bitcoin, em queda livre.

“Durante todo esse período, continuamos fazendo negócios como sempre,” comenta Zhu. “Mas depois daquele dia, quando o Bitcoin foi de US$ 30.000 para US$ 20.000, isso foi extremamente doloroso para nós.”

“E isso acabou sendo meio que o prego no caixão.”

Além de posições alavancadas no Bitcoin, a 3AC também viu uma oportunidade no GBTC, um produto oferecido pela Grayscale que segue o preço do Bitcoin, o que acabou virando um pesadelo.

Na data, o GBTC estava com uma grande diferença de valor para o BTC. A estratégia da 3AC era simples, comprar GBTC usando BTC, esperar tal diferença baixar, e então lucrar. Entretanto, outros players fizeram o mesmo e após serem obrigados a abandonar suas posições, tal diferença de preço continuou aumento, ou seja, mais prejuízos à 3AC.

Ameaçados de morte, fundadores da 3AC despareceram

Tal entrevista à Bloomberg acontece após cinco semanas de silêncio por Su Zhu e Kyle Davies. Devendo US$ 2,8 bilhões (R$ 15 bi) aos seus credores, agora os fundadores da Three Arrows Capital temem por suas vidas, evitando revelar o local onde estão.

“Para Kyle e eu, há tantos loucos no mundo das criptomoedas que meio que fizeram ameaças de morte ou todo esse tipo de barulho. Sentimos que é apenas do interesse de todos se pudermos estar fisicamente protegidos e manter um perfil discreto”.

Embora Zhu afirme que a dupla nunca levou um estilo de vida extravagante, sem desfilar com Lamborghinis e Ferraris, até mesmo Vitalik Buterin zombou da compra de um mega iate pelo fundador da 3AC. Já alguns curiosos desenterram um curioso tuíte, feito por Zhu em 2019.

“Falar sobre mudanças climáticas é barato, mas navegar pelos sete mares em seu iate como um fugitivo internacional é caro.”

Por fim, outras gigantes do setor estão enfrentando os mesmos problemas de insolvência que a 3AC. Segundo Zhu, o motivo disso é bem claro: todos estavam apostando nos mesmos investimentos.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias