Estônia suspende licença de mais de mil empresas de criptomoedas só em 2020

Um empresário disse que na realidade algumas empresas perderam a licença porque o regulador do país tornou muito difícil manter a licença exigindo requisitos "ridículos".

Siga no

Mais de mil empresas que atuam no mercado de criptomoedas perderam suas licenças este ano na Estônia. De acordo com a agência de notícias Postimees, o governo do país começou a caçar várias empresas depois que o mercado foi associado a um risco alto de lavagem de dinheiro.

Em uma reunião entre membros da Comissão Governamental de Combate à Lavagem de Dinheiro, o Ministro das Finanças, Veiko Tali, afirmou que as empresas que atuam com criptomoedas precisam de “mais atenção” das autoridades para obterem licenças.

A conexão das empresas que perderam licenças com a Estônia é pequena, com várias delas na verdade atuando em outros países. O motivo é que em várias partes do mundo a regulação das criptomoedas ainda é obscura e as empresas não conseguem prosperar devido a incerteza regulatória e por obstáculos de bancos, que impendem que elas tenham uma conta bancária.

A Estônia tentou preencher essa lacuna, se tornando o “Crypto Valley” do mundo, onde vários empresário resolveram abrir suas empresas.

Muitas dessas empresa, no entanto, abrem negócio na Estônia e atuam em outros países, se o regulador local tentar barrar o negócio, a empresa diz que sua sede fica na na Estônia, então, eles seguem as leis de lá.

Para facilitar a abertura dessas empresas e se tornar a capital mundial das criptomoedas a Estônia fez pouco controle e intervenções governamentais nos negócios. Mas devido a uma série de empresas que estavam aplicando golpes ao redor do mundo o país criou novas emendas à legislação que entraram em vigor em meados de 2020.

Em 2019 a Estônia lançou um plano de emissão de licenças para empresas de criptomoedas para atrair talentos e investimentos para o país. O propósito era levar injeções financeiras na economia. Contudo, os planos não deram muito certo, pois várias empresas queriam a licença só para aumentar o preço de suas criptomoedas.

Ao mesmo tempo a Agência de Inteligência Financeira da Estônia disse que essas empresas estavam envolvidas com lavagem de dinheiro. Como resultado, mais de 1.000 empresas perderam suas licenças.

Agora, aproximadamente 400 empresas continuam a conduzir seus negócios normalmente, obedecendo a leis rígidas. Além disso, o governo criou um programa de “residência eletrônica”, onde os empresários precisam emitir certificados para abrirem contas contas bancárias de forma legal.

Curiosamente, isso é exatamente o oposto do que o governo tinha proposto no inicio do programa.

Apesar de o governo ter que se preocupar com empresas fraudulentas, a revogação das licenças teve ampla repercussão.

Um empresário disse que na realidade algumas empresas perderam a licença porque o regulador do país tornou muito difícil de se manter, ao exigir, por exemplo, que os empresários tivessem endereço residencial na Estônia e outros requisitos “ridículos”. Assim, a maioria das empresas apenas não quis se adequar as novas regras e deixaram as licenças serem revogadas.

O número será maior se você adicionar aqueles que ainda não perderam licenças e aqueles que perderam voluntariamente ou abandonaram o país. Disse outro.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Primeiro ETF de Bitcoin nos EUA estreia nesta terça-feira

Embora muitos apontassem que o ETF da Valkyrie seria o primeiro a ser aprovado, a ProShares saiu na frente desta largada. Segundo a empresa,...
Bitcoin retoma os 70% de dominância do criptomercado

Brasileiros estão mais interessados em jogos NFT que por Bitcoin

A chegada dos jogos em NFT e a possibilidade de ganhar dinheiro ao jogar está fazendo com que os brasileiros se interessem mais por...
Escritório do Nubank, banco digital

Bacen vai discutir emissão do Real digital com representante do Nubank

O Banco Central do Brasil anunciou mais uma data para discutir sobre a emissão do Real digital, evento que contará com um representante do...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias