Estudo aponta que Bitcoin vai valorizar mais de 80% ao longo de 2019

Apesar do persistente inverno no mercado, um grupo de analistas australianos afirmam que o Bitcoin vai valorizar mais de 80% ao longo de 2019, veja os motivos

Siga no
Carteira de Bitcoin
Carteira de Bitcoin

O Bitcoin teve seu maior valor – quase US $ 20.000 (R$ 73.398,00) – em Dezembro de 2017. Desde então a moeda digital perdeu mais de 80% em valor de mercado, chegando a ser negociada por US $ 3.250 (R$ 11.927). Todo o mercado de criptomoedas definhou ao longo de 2018.

Atualmente o preço do Bitcoin oscila em torno de US $ 3.500.

Um novo estudo foi realizado no site finder.com.au na Austrália por especialistas do mercado financeiro prevendo que o Bitcoin pode subir 84% em 2019.

A maioria dos especialistas deixaram suas previsões na faixa de US $ 7.500 a US $ 9.000. Uma valorização do bitcoin de US $ 3.500 para US $ 9.000 significa 157% a mais em menos de dez meses.

Especialistas acreditam que o Bitcoin pode ter um aumento no preço ao longo do ano de 2019.

O COO da Digital Capital Management, Ben Ritchie, um dos seis especialistas, foi o mais otimista de todos. Ele previu que o bitcoin vai encerrar o ano valendo US $ 9500. A previsão média de todos os outros analistas foi de cerca de US $ 7.000.

Ritchie acredita que existem duas coisas importantes a serem consideradas em 2019.

Primeiro, ele perguntou se as moedas digitais serão negociadas de forma diferente em relação ao passado. Depois ele afirmou:

“O impacto do mercado tradicional nas moedas digitais. O Bitcoin vai ganhar valor se o S&P cair. formas de comprar criptomoedas serão aprimoradas em 2019, com a entrada da Bakkt e da Fidelity no mercado. não acredito que veremos muitos investidores institucionais entrarem por algum tempo ainda”.

Por que os especialistas continuam otimistas em relação ao longo prazo

Analistas, investidores e muitos outros entusiastas permanecem otimistas na tendência de alta no longo prazo para o Bitcoin. O otimismo vem dos catalisadores de curto prazo que podem estimular o mercado a se valorizar. No primeiro trimestre de 2019 a Bakkt deve lançar um mercado de contratos futuros de bitcoin nos Estados Unidos.

Também dentro do mesmo período, espera-se que a Fidelity comece a oferecer serviços de custódia de criptomoedas. A empresa espera lançar este serviço em março de 2019.

As atividades dessas instituições de grande porte em um mercado em baixa podem aumentar a confiança dos investidores no futuro das moedas digitais. Todos os especialistas no relatório afirmaram que o Bitcoin pode experimentar um ritmo lento com baixos níveis de volatilidade nos próximos meses.

Se o Bitcoin adotar uma escalada gradual para a faixa de US $ 7.500 a US $ 9.000 em 2019, isso poderá causar uma ampla gama de desafios a todas corretoras. Atualmente, as exchanges nos principais mercados, como a Coréia do Sul e o Japão, registram uma queda significativa nos volumes diários de negociação. Algumas corretoras relataram até 90% de queda.

Se o mercado experimentar baixa volatilidade por longos períodos, as corretoras poderão sofrer, uma vez que as taxas de negociação são a principal fonte de receita dessas empresas.

Geração Y (Millennials) e Moedas Digitais

A geração Y (também chamada de geração do milênio, geração da internet, ou Millennials) parecem ser os maiores usuários de moedas digitais. 12% dos participantes entre 24 e 38 anos em uma pesquisa recente confirmaram que já investiram em criptomoedas. Assim, cerca de 661 mil australianos investiram no mercado de criptomoedas. No geral, cerca de 6% dos adultos, ou cerca de 1,1 milhão de australianos, disseram que investem em criptomoedas.

O cofundador do finder.com.au e do HiveEx.com, Fred Schebesta, disse que os Millennials compram moedas virtuais como forma de investimento de longo prazo. Ele acrescentou que:

“Eles cresceram com a tecnologia digital, por isso não é de admirar que eles querem se envolver com moeda digital. Eles estão querendo investir de uma forma muito diferente de seus pais.”

O que poderia fazer o Bitcoin valorizar?

Alguns investidores esperam que as instituições entrem na industria de criptomoedas no terceiro trimestre de 2019.

Atualmente, as instituições continuam hesitantes devido às incertezas na própria classe de ativos e na infraestrutura reguladora.

O investidor bilionário Mike Novogratz disse que as instituições não têm pressa em investir no setor de criptomoedas. Mas, a entrada de veículos de investimento mais regulamentados e bem conservados incentivará mais empresas e instituições de grande porte a entrar no mercado.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org Sugestão de pauta: mateus@livecoins.com.br
Meme dogecoin que circula nas redes.

Mercado cripto sofre uma das maiores quedas já vistas, Dogecoin sobe

As últimas 24 horas foram um pesadelo para alguns investidores em criptomoedas. A primeira moeda a sentir a queda foi o Bitcoin, que perdeu mais...
Mina carvao

Taxa de hash do Bitcoin cai após acidente em mina de carvão na China

O hashrate do Bitcoin caiu cerca de 40% nas últimas 24 horas, de mais de 180 petahashes por segundo para cerca de 105 Ph/s....

Bitcoin desaba com desligamento de mineradoras chinesas e preocupações regulatórias

O Bitcoin despencou mais de 15% neste domingo (18), para cerca de US $ 51 mil, depois de ter alcançado um marco de US...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias