Família que trocou tudo por bitcoin e vivia viajando vai ficar um ano fora da estrada

"Bitcoin Family" vendeu tudo antes da grande alta de 2017 e seguraram até hoje, mas a nova queda os levou a buscar uma residência fixa.

Siga no
Família Bitcoin aluga casa por um ano
Família Bitcoin aluga casa por um ano/YouTube

Em 2017, uma família da Holanda ganhou destaque mundial depois de vender todos os pertences que tinha para comprar Bitcoin. Desde então, eles viviam viajando pela Europa, só que a “turnê” parece ter chegado ao fim.

Isso porque, o preço do Bitcoin caiu nós 3 últimos meses, afetando suas previsões de consumo. Como viajam por cidades, principalmente no litoral, eles acabam gastando muito.

Para monetizar a experiência, a família Bitcoin até publica vídeos no YouTube e vende roupas com o símbolo da criptomoeda. Mesmo assim, eles preferiram recuar para um local fixo agora, sem abdicar do que gostam.

Família Bitcoin aluga casa por um ano após queda do Bitcoin

Quando a família de Didi Taihuttu, sua esposa e três filhos venderam tudo e compraram Bitcoin, o mundo acompanhou de perto o estilo de vida deles, que mudou radicalmente.

A casa da família passou a ser uma van, que abrigava eles durante viagens pelo mundo, explorando a natureza com seus filhos, em um estilo de férias permanente, como diziam.

Contudo, a recente queda do Bitcoin acabou sendo preocupante para a família que preferiu recuar e procurar uma casa para se estabelecer por um ano.

A casa fica a 10 minutos de uma cidade, 5 minutos da praia e próxima de uma área de camping, ou seja, eles ainda terão contato com a natureza como gostam. Essa é uma casa de estilo de vida hippie, com criações de cabras e galinhas compartilhadas e um aluguel mais barato que nas cidades próximas, que são de luxo.

A mudança radical no estilo de vida acontece em um momento que o Bitcoin desvaloriza 40% de sua alta histórica, que foi de US$ 64.800,00 em abril de 2021. Nas últimas 24 horas, o Bitcoin caiu mais 2%, cotado agora em US$ 38.800,00.

Família espera economizar com residência fixa

Como o mercado de Bitcoin está volátil nos últimos três meses, operando principalmente em queda, fica difícil prever os próximos movimentos. Nesta semana, o preço do BTC chegou a romper os US$ 40 mil por duas vezes, mas não conseguiu ir muito além.

Com a residência fixa em um aluguel interessante, Didi e sua esposa afirmaram em um vídeo que vão economizar durante o período de queda do Bitcoin, sua principal fonte de renda e reserva financeira.

Vale o destaque que eles não deixaram de acreditar na tecnologia da qual apostaram suas vidas e de seus filhos, sendo este apenas um movimento temporário para garantir que não terão problemas caso as quedas no mercado continuem.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
PayPal e Bitcoin

PayPal anuncia novo aplicativo para criptomoedas

O PayPal continua apostando nas criptomoedas, após ingressar no criptomercado há cerca de um ano, a empresa revelou seu novo app que traz recursos...
Ethereum. (Imagem: Adobe Stock)

Investidor veterano alerta: “Ethereum está entrando em momento de queda prolongada”

Peter Brandt é um veterano do mercado de investimentos e um nome bem respeitado entre quem acompanha criptomoedas. Peter não é um estranho para o...

“Corretoras de criptomoedas estão em risco”, diz Bloomberg

As corretoras de criptomoedas dos EUA podem estar prestes a enfrentar um grande risco de existência conforme as questões sobre a regulamentação do setor...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias