Favelado Investidor compra Bitcoin em meio à queda

Influencer brasileiro aproveitou a liquidação no mercado para adicionar mais moedas ao seu portfólio.

Siga no
Bitcoin dentro de uma carteira
Bitcoin dentro de uma carteira

O influencer brasileiro de finanças, Favelado Investidor, compartilhou com seus seguidores nesta quarta-feira (19) que realizou a compra de mais Bitcoin para seu portfólio de investimentos.

Nos últimos dias os investidores de criptomoedas foram tomados pelo medo. Entretanto, nem todos acabaram se mostrando temerosos, aproveitando a venda em massa para comprar em uma região de preços mais baixa que o valor máximo alcançado no ano.

Vale o destaque que desde que a queda começou, muitos investidores antigos da moeda compraram por valores mais baixos. Pelo contrário, investidores iniciantes do mercado acabaram vendendo suas moedas, alguns até no prejuízo.

Favelado Investidor anuncia a compra de mais bitcoins para seu portfólio

Conhecido no mercado financeiro tradicional, Murilo Duarte (26), mais conhecido como “Favelado Investidor”, também é fã do Bitcoin. Ele teria conquistado seu primeiro milhão em 2021, após iniciar seus investimentos e a produção de conteúdos educacionais sobre finanças.

Apesar de ser popular entre investidores da bolsa de valores, o Favelado também é fã do Bitcoin. Ele comprou publicamente suas primeiras frações ainda em novembro de 2020, quando o preço do Bitcoin estava em apenas R$ 72 mil, acabando de romper pela primeira vez o recorde de preços anterior no Brasil.

De lá para cá, ele pode acompanhar a extrema valorização do Bitcoin em 2021, que chegou a ser cotado na máxima de R$ 375 mil no último mês de abril. Contudo, o preço da moeda despencou desde então, chegando a R$ 203 mil hoje, menor cotação dos últimos 3 meses.

Aproveitando o momento, Murilo publicou que adquiriu mais algumas frações da criptomoeda, em seu Twitter.

Momento é bom para comprar Bitcoin?

Apesar de algumas pessoas arriscarem a compra de Bitcoin hoje, o momento exige cautela de investidores. Com uma queda de 11% nas últimas 24 horas, no momento da escrita desta matéria, o mercado de criptomoedas acabou incorporando um receio com uma possível perseguição pela China.

No alerta publicado por autoridades, empresas que trabalham no território chinês estariam proibidas de oferecer serviços com criptomoedas. Ou seja, o país mais populoso do mundo, que está lançando sua própria moeda digital, segue reforçando medidas contra o Bitcoin.

É comum entre investidores que comprar algum ativo na baixa é como pegar uma faca caindo. Dessa forma, é importante que interessados em adquirir Bitcoin após a recente queda tenham consciência de que podem se machucar, perdendo dinheiro com a operação.

Não se sabe ainda quando o preço da criptomoeda irá estabilizar, ou mesmo voltar a subir, mas para quem acredita no longo prazo da tecnologia o dia foi bom para ir às compras.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Tesla. Imagem: Shutter Stock

Elon Musk diz que Tesla voltará a aceitar Bitcoin

A Tesla começará a aceitar Bitcoin novamente quando a maior parte do processo de mineração da criptomoeda for realizado por fontes de energia renováveis,...
Bitcoin regulação. Imagem: ShutterStock

Deutsche Bank diz que Bitcoin “passou dos limites” e não pode mais ser ignorado

A popularidade crescente do Bitcoin está incomodando governos e bancos centrais. A gota d'água foi a legalização da criptomoeda em El Salvador. De acordo...
Bitcoin Liberdade

Bitcoin, o novo Índice de Liberdade Econômica

Bitcoin pode ser a medida de liberdade mais neutra do mundo que nenhum país pode acusar de ter preconceito ocidental, ao contrário de alguns...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias