Felipe Neto dá chilique e critica sites de criptomoedas

Youtuber conhecido por imitar focas volta a recomendar criptomoeda.

Siga no

Felipe Neto, o youtuber e influenciador digital que ficou conhecido por imitar focas, está revoltado com sites do setor de criptomoedas, afirmando que não vai falar do assunto por um tempo.

O “chilique” do youtuber acontece após uma criptomoeda que ele havia divulgado em seu Twitter reverter o prejuízo no mercado e alcançar novos recordes.

A moeda em questão é a Mobox (MBOX), altcoin que valorizou 165% nos últimos 30 dias. Desde o mês de junho, a criptomoeda que combina DeFi e jogos NFT valorizou mais de 2.000%.

Em setembro de 2021, a criptomoeda com “potencial imenso” que Felipe Neto investiu derreteu 53%, um mês a recomendação do youtuber.

No dia 27 de agosto, cada moeda MBOX chegou a ser cotada em US$ 10,70, segundo informações do CoinGecko, mas operou em uma queda forte após o episódio, alcançando a mínima de US$ 3,60 em 28 de outubro. Essa queda agora pode ser passado para a Mobox com a nova alta.

Após reverter prejuízos com Mobox, Felipe Neto diz que não vai falar de criptomoedas por um tempo

Com uma ajudinha do Facebook, que anúnciou seu Metaverso, a criptomoeda Mobox voltou a dar alegrias para Felipe Neto, revertendo seu prejuízo com o projeto promissor que investiu em agosto.

Em uma publicação em seu Twitter na última terça-feira (30/11), contudo, ele revelou que guardou uma mágoa com a imprensa do mercado de criptomoedas.

Segundo ele, os portais de finanças são sensacionalistas, e não interpretaram que ele acreditava no projeto Mobox em um médio prazo. Ou seja, quando passou apenas um mês e a moeda caiu, ele foi citado em algumas matérias, mas não gostou nada de ser citado como um possível trader mal-sucedido no setor.

Segundo ele, com o novo sucesso da Mobox no mercado, que bateu recorde de US$ 15,44 nesta quarta-feira (1), ele gostaria de “esfregar a alta na imprensa”.

Em sua mensagem, Felipe Neto declarou que não tem falado mais de criptomoedas por estar sendo mal interpretado pela mídia, acusando os profissionais de serem maldosos com ele.

Após sua primeira mensagem, ele desabafou que não irá falar de criptomoedas por um tempo, em função dos portais sensacionalistas, não de seus trades em criptomoedas darem prejuízos.

O youtuber revelou que está com 67% de rendimentos em apenas seis meses no setor, afirmando que até um “chimpanzé consegue aprender sobre criptomoedas“. Ele pediu que os investidores interessados só devem entrar após realizar um estudo do mercado, para evitar riscos.

Mesmo assim, ele não pode deixar de compartilhar um projeto que está acreditando pesado, que é o token RON, da Ronin Wallet, ainda em modo farm.

Além da Mobox, vale lembrar, Felipe Neto também recomendou criptomoedas como a Cardano (ADA), Solana (SOL), PancakeSwap (CAKE), Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH) e Binance Coin (BNB), algumas com prejuízo grande ainda.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Mercado Livre e Mercado Bitcoin

Mercado Livre anuncia investimentos no Mercado Bitcoin

Operação reforça a presença da companhia no universo cripto, impulsionando seu desenvolvimento e adoção na região.  Paxos potencializa a experiência de transação de...
Notas de dólar

Fed lança relatório sobre dólar digital, porém não toma decisão

O Banco Central dos EUA, Federal Reserve (Fed), publicou um estudo de 40 páginas ressaltando pontos positivos e negativos da implementação de sua CBDC,...

Neymar compra 2 NFTs por R$ 6 milhões

Neymar anunciou através de sua conta no Twitter que comprou dois NFTs da famosa coleção Bored Ape Yacht Club (BAYC). A postagem do jogador...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias