Filho droga pai e troca seus bitcoins por ethereum

Embora a frase “não confie em ninguém” seja clichê, esta história ultrapassou os limites.

Após investimento de longa data, filho drogou seu próprio pai para ter acesso a seus bitcoins e comprar ethereum. Como desculpa, deixou um bilhete afirmando que isso os tornaria milionários. As informações são do Washington Post.

Viciado em drogas, as opiniões de investimento de Liam Ghershony pareciam divergir com os pensamentos de seu pai. Conforme seu pai não dava atenção a seus conselhos, Liam então lhe serviu um chá contendo remédio usado contra insonia para obter acesso aos fundos.

Tais investimentos eram equivalentes a 400.000 dólares, R$ 2,1 milhões, e pelo tom do relato estavam localizados em uma exchange de criptomoedas.

Boa noite, cinderela

Embora a comunidade de criptomoedas já esteja acostumada com diversos golpes, incluindo o uso de sedativos por colegas de trabalho, este caso é ainda mais grave conforme envolve a relação entre pai e filho.

Em relato ao Washington Post, a vítima conta que investiu 100.000 dólares em criptomoedas e que colocou seu filho como parceiro neste investimento. O negócio estava indo tão bem que os dois lucraram 350 mil dólares (R$ 1.8 milhão), convertidos em 2018.

Entretanto, o preço do Bitcoin começou a despencar e a paranoia tomou conta de ambos.

Liam Ghershony dizia a seu pai que ele estava muito apegado ao Bitcoin e pedia ele vendesse. Temendo que seu filho entrasse na conta e vendesse os BTC, o pai instaurou um sistema de autenticação de dois fatores (2FA), dificultando o acesso à mesma.

Contudo, é aqui que a história começa a ficar pesada. Liam então lhe serviu um chá munido de remédios, drogando seu pai para ter acesso a seu celular, necessário para acessar a conta.

“Não precisava ser assim! Você pensa que [o dinheiro] é seu, mas se você tivesse me escutado uma vez na vida, seriamos milionários, agora cuidarei dos bitcoins e vou fazer milhões.”

Carta escrita pelo filho após drogar seu pai. Fonte: The Washington Post

Após entrar na conta, Liam então usou 66% destes bitcoins (BTC) para comprar ethereum (ETH), cerca de R$ 1,4 milhão dos R$ 2,1 milhões, julgando ser um melhor investimento. Como desculpa, o bilhete afirma que isso os tornaria milionários.

Exagerou na dose

Como Liam é viciado em drogas, e provavelmente usava tais remédios para dormir, ele acabou exagerando na dose dada a seu pai que não tinha tanta tolerância a substância.

Com isso, a vítima foi encontrada desacordada no chão de seu quarto dois dias depois o ocorrido graças a um amigo que, ao não conseguir contato, ligou para a polícia que prontamente dirigiu-se ao local.

Embora esteja bem, a vítima precisou ser encaminhada para o hospital, onde passou quatro dias se recuperando de uma severa desidratação e outros problemas.

Mais tarde o jovem foi indiciado por tentativa de assassinato. Contudo, devido ao perdão de seu pai, Liam ficou apenas 125 dias na prisão. Além disso, também está frequentando grupos de reabilitação, devido a seu vício em drogas.

Por fim, a entrevista da vítima ao Washington Post mostra que o pai está mais preocupado com a saúde de seu filho do que com seus investimentos.

Já Liam, o filho, afirma que sente muito pelo seu comportamento, especialmente ligado a seu vício. Contudo, ele aponta que palavras não significam muito e que são suas ações que vão provar o quanto ele mudou.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias